Desgaste de relacionamento perda de comando e resultados ruins decretaram a queda do treinador Lisca Doido do comando técnico do Santos

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Luiz Carlos Cirne Lima de Lorenzi, ou simplesmente Lisca Doido como é comumente conhecido, já faz faz parte do passado, mas com certeza não será lembrado como parte da “História” do Santos Futebol Clube!
Lisca chegou ao Santos fazendo sua estreia como treinador do time principal, no Santos, no dia 24 de Julho de 2022, na 19ª Rodada do Campeonato Brasileirão, contra a Fortaleza na Arena Castelão, permanecendo à frente do comando Técnico da equipe, pelo curto período de exatos 50 dias!
Neste tempo, dirigiu o time em apenas oito jogos, tendo um aproveitamento de apenas 37,5% dos pontos disputados!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Confira os resultados do Santos sob o comando de Lisca: 

Fortaleza 0 x 0 Santos – Campeonato Brasileiro
Santos 2 x 2 Fluminense – Campeonato Brasileiro
Coritiba 1 x 2 Santos – Campeonato Brasileiro
América-MG 1 x 0 Santos – Campeonato Brasileiro
Santos 1 x 0 São Paulo – Campeonato Brasileiro
Cuiabá 0 x 0 Santos – Campeonato Brasileiro
Santos 1 x 2 Goiás – Campeonato Brasileiro
Ceará 2 x 1 Santos – Campeonato Brasileiro

Lisca foi dos últimos treinadores que passaram pelo Santos, aquele que mais reforços para a equipe recebeu, e aquele que teve à seu dispor, mais tempo livre para treinamentos para preparar a equipe tanto física como tecnicamente!
Ainda assim não conseguiu mostrar com seu trabalho, nenhuma evolução e seus números à frente do Santos provam isso!
E não pensem os amigos, que digo isso baseado apenas no seu pífio rendimento a beira do gramado não!

Muito dos motivos que levaram a Diretoria do Santos a anunciar nas primeiras horas da segunda-feira, a saída do treinador, passam além dos resultados ruins, também por atitudes e declarações polêmicas do Lisca, fora dos gramados!

Lisca começou a cavar sua própria sepultura quando com menos de uma semana de clube, se meteu em uma coletiva de imprensa, a falar bobagens e insinuações sobre o Auxiliar Técnico Marcelo Fernandes, um cara muito querido por todos do elenco!
Segundo erro do Treinador Santista foi inventar de fazer “Rodízio” com a braçadeira de Capitão, tirando a mesma do Goleiro João Paulo.
Terceiro pecado capital do treinador, esse o mais grave e de uma burrice inexplicável para quem é do futebol: jogar seus jogadores aos leões!

Pequem as coletivas pós jogo, principalmente as das derrotas do time, e todos verão o treinador via de regra expondo falhas individuais ou coletivas da equipe, praticamente se eximindo de culpa ou responsabilidade das derrotas!
Lisca até tentava passar o pano, dizendo ser ele o treinador, mas não antes de expor seus jogadores!
Quem conhece futebol sabe que isso nunca acaba bem.

Não bastasse tudo isso, alguns episódios com alguns jogadores do elenco, contribuíram decisivamente para uma rápida deterioração do ambiente, da relação com os jogadores!
Por todos esses motivos, tenho certeza que o Lisca perdeu o “Vestiário” e quando isso acontece: já era!

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Divulgação/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.