Santos anuncia a demissão de mais um treinador e Lisca é o sexto a deixar o clube em menos de dois anos

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Menos de dois meses! Exatos 50 dias!
Esse foi o tempo em que o último dos seis treinadores que estiveram à frente do comando técnico do Santos, permaneceu treinando o elenco Santista!

Dizer que o cargo de Treinador Profissional no Santos, é um tanto “Espinhoso”, é pouco!
A julgar pela dança das cadeiras, seis treinadores, sendo que cinco deles contratados na Gestão do Presidente Rueda, não devem ser “Espinhos”, mas “Pregos” o que deve ter na cadeira de treinador, tal a dificuldade para alguém permanecer muito tempo nessa cadeira!
Brincadeiras à parte, a verdade é que a demissão do treinador Lisca, seria algo que inevitavelmente aconteceria mais cedo ou mais tarde!
E foi nessa segunda-feira (12), que em reunião com o Presidente Rueda mais os membros do Grupo Gestor, que ficou decida em comum acordo o fim da curtíssima trajetória do técnico Lisca Doido à frente do comando técnico do Santos!
Assim o Santos Futebol Clube comunicou oficialmente em seus canais de Redes Sociais, o desligamento do treinador Lisca!

Nesses 50 dias em que foi treinador do Santos, lisca dirigiu o time em oito jogos, tendo iniciado sua trajetória no Alvinegro Praiano, estreando no dia 24 de Julho de 2022, na 19ª Rodada do Brasileirão contra a Fortaleza na Arena Castelão!

De lá pra cá, o agora “Ex Treinador” do Peixe, não conseguiu fazer o time apresentar um futebol competitivo, condizente com a história do clube, nem ao menos um futebol que desse tranquilidade ao torcedor, quanto a não passar novamente no Brasileirão de 2022, o mesmo perigo de rebaixamento pelo qual o clube passou em 2021.
Perder pontos preciosos até mesmo dentro da Vila Belmiro, para equipes contra as quais o Santos tinha até pelo peso de sua camisa, a obrigação de vencer de qualquer jeito, equipes como: América Mineiro, Cuiabá-MT, Goiás, Ceará, e etc.., foi algo inadmissível para um treinador que ao contrário de seus antecessores, contou com quase dois meses de semanas livres para treinamentos, visto que por estar disputando apenas o Campeonato Brasileiro, o time jogava somente de semana em semana!

Ainda assim mesmo com tanto tempo para treinar, descanso adequado, tempo para recuperar jogadores lesionados, e etc… em nenhum momento se viu o técnico Lisca, conseguir transformar essa vantagem que o Santos tinha sobre seus adversários, em vitórias, tampouco em evolução do futebol do time!
Lisca deixa o Santos, como sexto treinador na administração Andres Rueda, uma média de um técnico a cada quatro meses, sendo que de todos os cinco contratados pelo Presidente, (Ariel Holan, Fernando Diniz, Fábio Carille, Fabián Bustos e Lisca), tirando o técnico Cuca que já estava no clube quando Rueda foi eleito, dos Quatro antecessores, lisca foi o que teve o pior desempenho:

Rueda e Lisca anunciaram a decisão juntos pro elenco e na sequência o treinador se despediu pessoalmente dos atletas
Também deixam o clube o auxiliar Marcio Hahn e o preparador físico André Volpe.

Ocupando a 10ª colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, tendo 34 pontos, o Santos tem pela frente 12 jogos para garantir matematicamente sua permanência na divisão de elite do Futebol Brasileiro, e logo de cara o Alvinegro Praiano enfrenta um grande desafio na próxima rodada da competição.
O Peixe enfrenta fora de casa no Allianz Parque, em São Paulo (SP), o clássico contra o Palmeiras, domingo (18) às 18h30 (de Brasília), pela 27ª rodada do Brasileirão.
Caso até a data do confronto com o Palmeiras, a diretoria Santista ainda não tenha anunciado o nome do novo treinador que vai suceder o demitido Lisca, o Santos deve ser dirigido interinamente pelo técnico da equipe Sub-20, Orlando Ribeiro e pelo auxiliar Claudiomiro.

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Divulgação/Santos FC)

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.