Para o Amanhã não repetir o Ontem

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Nascido em Coqueiral, Minas Gerais, (Em 11 de fevereiro de 1997), Diogo Vitor da Cruz, ou simplesmente Diogo Vitor, já poderia pelo tempo e pela idade, (22) anos, estar aproveitando as delícias que poucas carreiras proporcionam, como é o caso da carreira de Jogador de futebol profissional.

 Se der sorte de estar em um dos Clubes mais famosos e vitoriosos do mundo, como é o caso do Santos Futebol Clube, aí é que a vida tem tudo para ser muito, mas muito melhor do que a de qualquer outro trabalhador!

Afinal de contas, quem não quer ainda jovem, ser chamado de ídolo?

Ter uma independência financeira, que lhe proporcione carros importados, lindas mansões, um iate, helicóptero e quem sabe até seu próprio jatinho particular?

Infelizmente, a mesma facilidade com que dribla seus adversários, a mesma qualidade e categoria com que faz seus belos gols, e a mesma determinação que demonstra em suas arrancadas em velocidade, deixando seus marcadores para trás, Diogo Vitor parece ter para se meter em confusão e companhias erradas!

Diogo Vitor está na base do Peixe desde 2010, ano em que ingressou na formação juvenil aos 12 anos. Tendo iniciado sua carreira como lateral esquerdo, posteriormente houve a transição do sub-17 para o sub-20 no fim de 2013, e no decorrer dos treinamentos, conduzido pelo técnico Pepinho Macia, o jovem passou a jogar no ataque atuando como um atacante jogando bem aberto pelas pontas, o que despertou a atenção dos treinadores do Santos!

“Trata-se de um jogador em quem o clube aposta muito. Diogo Vitor é muito habilidoso e criativo, sempre cria muitas situações a favor da equipe, então tenho certeza que vai ajudar muito o Santos”, completou o treinador que participou de importantes etapas da formação do novo atacante.

Se por um lado havia a certeza, que Diogo Vitor era sim uma preciosa joia a ser lapidada, de outro não havia a menor dúvida de sua aptidão para se meter em encrencas, algo que colecionou desde que chegou ao Clube, até os dias atuais!

A jovem promessa Santista, sumiu do clube umas quatro vezes, sendo o maior período, por quatro meses.
Envolveu-se em um acidente automobilístico no qual o veículo em que estava teria se arrebentado em uma parede.
Certa vez em um dos Quatro sumiços, desapareceu do Santos alegando que teria que dar uma assistência nos trâmites do funeral da avó.
A mentira foi descoberta, quando preocupados com a falta de notícias sobre o jogador, os dirigentes do Santos viajaram para a cidade do rapaz a fim de prestar alguma assistência e dar condolências pela morte de sua avó, para espanto e surpresa, foram recebidos pela mesma, que estava viva e bem saudável.
Em outra confusão em que Diogo se meteu, o jogador havia comprado um carro” Camaro” que teve que devolver por falta de pagamento.
Na Cidade de Santos, litoral paulista cidade relativamente pequena em se comparando com as grandes Capitais, motivo pelo qual quase todos se conhecem, o jogador é famoso por frequentar baladas, sem se preocupar muito em cuidar de ter uma vida mais regrada por ser um atleta que vive do Corpo!

Com apenas 22 anos, e mesmo já tendo dado todos os motivos possíveis para ser dispensado do Santos, o que faz o clube tolerar tantos problemas, é o potencial do garoto que é fora de série!
É consenso por parte dos que apesar de tudo, defendem sua permanência no Santos, que se o Diogo realmente quiser, se ele realmente levar a sério a carreira que por enquanto está jogando fora, terá tudo para ser um excelente atacante pois é um atleta que tem força, habilidade, e faro de gol. Além do fato financeiro é claro!  

Foi por acreditar não só no potencial do jogador, mas também na chance de que ajudado, Diogo Vitor poderia se recuperar plenamente, que o Presidente José Carlos Peres não apenas o apoiou quando a maioria de seus pares de Diretoria, achava por bem uma rescisão de contrato, como chamou o jogador e renovou seu contrato até Fevereiro de 2021

Vindo daquele que Diogo Vitor promete ter sido definitivamente seu último deslise, sua última encrenca, quando teve que ficar mais de um ano afastado do futebol para cumprir uma suspensão por ter sido flagrado no doping após uso de cocaína, droga que cheirou em uma festa e por isso foi flagrado no Campeonato Paulista, na partida entre Santos e Botafogo.

Finalmente depois de ver sua pena de dois anos, ser reduzida para 18 meses, Diogo Vitor está livre para recomeçar!

“Eu não sou nenhum drogado. Todos apontam o dedo, mas eu errei mesmo. Vou fazer o que? Vou dar a volta por cima. Eu errei e foi só aquela vez. Eu quero mostrar para o Santos e para todos que me apoiaram que eu posso e vou retribuir isso, podem esperar”
Realmente se Diogo Vitor, estiver focado e determinado a dar o destino que o seu futebol merece, a joia Santista ainda tem tudo para brilhar até internacionalmente!
Talento é o que não lhe falta!

O jogador de 22 anos, e que cumpriu 18 meses de punição por uso de cocaína, está liberado a partir dessa semana, para reativar seu contrato com o Santos e espera apenas pela autorização para voltar a utilizar as dependências do Clube!

Está marcada para esta sexta-feira, uma reunião entre Dirigentes do Santos e um dos representantes do jogador para definirem juntos, uma programação para Diogo Vitor voltar as atividades! De acordo com o Presidente José Carlos Peres, o caso está entregue a Paulo Autuori, Superintendente de Futebol do clube.
Como durante esse período todo, o jogador por ordem da justiça não pôde utilizar as dependências do CT Rei Pelé para ao menos manter sua forma física, Diogo Vitor passará por exames clínicos e testes físicos, para saber como está fisicamente e psicologicamente.

Outro grande problema enfrentado pelo jogador, foi a questão financeira.
Com o contrato suspenso e sem salário, Diogo Vitor pôde contar apenas com a ajuda de familiares e do seu estafe. Neste período o Jogador morou com um dos seus empresários em São Paulo, revezando com outros períodos em que e viajou algumas vezes para ver parentes em Minas Gerais.

É bom lembrar, que mesmo que a Diretoria decida por reintegrar o jogador, Diogo Vitor não poderia mais atuar pelo Santos nesta temporada, pois o prazo de inscrições do Campeonato Brasileiro já chegou se encerrou, (Os clubes poderão inscrever um número máximo de 45 atletas até o dia 30/08/2019, podendo substituir no máximo 5 (cinco) atletas até a data final de registro (27/09/2019).
Faltando apenas 11 jogos para o encerramento do Campeonato Brasileiro, torneio que para a grande maioria dos clubes, encerra a temporada, Diogo Vitor poderá retornar somente em 2020.
Diogo Vitor possui vínculo com o Santos, até fevereiro de 2021.
Sua última partida foi diante do Estudiantes (ARG), em 5 de abril de 2018, jogo válido pela Libertadores da América. O flagra no exame antidoping ocorreu contra o Botafogo, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, em 21 de março.               

Resta agora, saber qual decisão oficial será tomada pela Diretoria do Clube, se decidirá pela permanência do jogador, mais uma vez perdoando seus erros, para lhe dar quem sabe sua última e derradeira chance, ou se decidirão pela rescisão de seu contrato.

Seja qual for a decisão tomada, de uma coisa tenho certeza: Dificilmente a carreira deste jogador ainda teria alguma chance, fosse ele atleta de qualquer outro clube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *