Em Clássico fraco ninguém tirou o zero do placar

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Quem compareceu neste (Sábado), 26 de outubro, para acompanhar á partir das 17h, o clássico Corinthians x Santos na Arena Corinthians em São Paulo (SP), duelo válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, com certeza deixou o estádio triste e bastante preocupado, com o que assistiu as duas equipes realizarem em campo!

Antes deste confronto, Santos e Corinthians já se enfrentaram outras 331 vezes ao longo da história.
Foram 107 vitórias do Santos, contra 131 vitórias do Corinthians e 93 empates.
O Peixe marcou 503 gols e sofreu 581 Saldo de -78

Em Campeonatos Brasileiros, desde o primeiro confronto, foram 64 jogos, com 23 vitórias do Santos, contra 23 vitórias do Corinthians e 19 empates. O time da Baixada Santista marcou 78 gols e sofreu 74.

Uma história tão rica, envolvendo tanta rivalidade inclusive com disputas de títulos estaduais e nacionais entre ambas as equipes, merecia um futebol condizente!
Infelizmente a realidade atual, mostrou duas das agremiações mais tradicionais do futebol Brasileiro, jogando um futebol decepcionante e muito aquém do esperado!

Corinthians e Santos não foram além de um frustrante empate por 0 a 0, resultado ruim para as duas equipes que ainda sonham ao menos, em conquistar uma das vagas para a Libertadores 2020. Com apenas 45 pontos, sete abaixo do Santos que tem 52, a situação do Corinthians continua bem mais complicada na luta para entrar no cobiçado G4.

Embora tenhamos acompanhado um clássico, que em nada lembrava tudo o que Santos e Corinthians já escreveram na história do confronto, foi do visitante Alvinegro Praiano, quem partiu as melhores iniciativas de tirar o incomodo 0 x 0 do placar!
Para sorte dos donos da casa, o Santos criava oportunidades mas não as convertia em gols!

Novamente a equipe de Vila Belmiro se ressentiu de um finalizador, um “Homem Gol”.
Soteldo e Marinho, foram pelo lado do Santos, os atacantes que mais levaram perigo a defesa Corintiana! Já os corintianos, pouco incomodaram ao Arqueiro Santista, exceção feita a dois lances, um em uma cobrança de falta executada por Sornoza e o outro, um chute de Vagner Love, já nos descontos da partida!  

Pior do que o resultado em si, que deixa o Santos praticamente estacionado na terceira posição com atuais 52 pontos, foi o fato do volante Diego Pituca ter deixado o gramado antes do final da partida, após ter sofrido um entorse no tornozelo esquerdo!
Pituca que deixou o clássico chorando, foi medicado e atendido pelo Médico do Santos ainda no estádio e ainda realizaria exames ontem mesmo para descobrir a gravidade da lesão.

Diego Pituca deixa o Campo chorando após sofrer um forte entorse de tornozelo

O Blog Sergio Bertoldi, deseja boa sorte ao jogador Pituca, e ao lado de toda a torcida Santista, faz votos de que nenhuma lesão mais grave venha se confirmar, embora as imagens do momento do entorse, sejam preocupantes!

infelizmente aquilo que temíamos em relação a uma possível gravidade da lesão do jogador Pituca, parece ter se confirmado.
Na noite do sábado mesmo, Pituca passou por exames que detectaram uma lesão ligamentar no tornozelo esquerdo, mas o temor por uma fratura foi descartado. Neste Domingo o jogador já inicia tratamento no CEPRAF e à partir de agora será reavaliado diariamente.

Pela 29º Rodada o Santos recebe na próxima quinta-feira na Vila Belmiro, em partida marcada para as 19h15 (de Brasília), a equipe do Bahia!

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 0 SANTOS
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 26 de outubro de 2019 (sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Mauro Boselli, Gil (COR); Jobson (SAN)
Renda e Público: 32.142 pagantes / 32.416 total / R$ 1.518.582,30
CORINTHIANS: Cássio; Michel, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Júnior Urso (Sornoza); Pedrinho, Mateus Vital (Janderson) e Vagner Love; Boselli (Gustavo)
Técnico interino: Leandro Silva (Cuca)
SANTOS: Everson, Pará, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca (Jobson), Evandro e Jean Mota; Tailson (Marinho), Soteldo (Felipe Jonatan) e Eduardo Sasha
Técnico: Jorge Sampaoli

(Crédito: Imagem Miguel Schincario)

Veja como foi o 332 confronto da história do clássico entre Santos e Corinthians

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.