Santos demite funcionário denunciado por tentativa de Suborno e manipulação de resultados

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

No Brasil o ato de promover e praticar jogos de azar, é legalmente considerado uma contravenção penal.
Mesmo que não tenha o peso e a gravidade de um crime, ainda é um delito e isso oficialmente desde o decreto de 1941.
De acordo com o que diz a lei Brasileira, realizar apostas sobre o resultado de eventos esportivos é proibido no Brasil, exceção feita aos jogos realizados oficialmente pelas loterias da Caixa e corridas de cavalos.
É preciso ressaltar um ponto importante e fundamental, que é o fato de que na época da Lei, ainda estávamos distantes da invenção e popularização de uma ferramenta chamada internet, o que com sua vinda, acabou por criar alternativas para fazer apostas sem necessariamente estar cometendo uma contravenção penal.

Como as casas de apostas esportivas são empresas registradas em outros países, na prática a exploração das apostas não ocorre em território nacional, mas sim nos territórios em que essas empresas estão registradas, portanto não incorrendo o apostador, em nenhum tipo de ilegalidade ao fazer apostas online.
Porém é muito claro o fato de sendo de fora do país, essas empresas não pagam impostos e podem oferecer também jogos de azar, esses sim ilegais no país, por não responderem à legislação brasileira.
Em 2018, foi aprovado o Decreto 13.756/2018 lei que legalizou as apostas esportivas, passando a separa-las dos jogos de azar.
Do ponto de vista jurídico, estar legalizado, não é o mesmo que estar regulamentado.
As apostas esportivas são permitidas no Brasil desde dezembro de 2018, quando se estabeleceu um prazo de até quatro anos para que a atividade fosse regulamentada, o que até agora não ocorreu!

Segundo estimativa, existem atualmente, cerca de 450 sites de apostas esportivas ligadas principalmente a jogos de futebol, atuando de maneira ativa no país, que já movimentam cifras em torno de 12 bilhões de reais anualmente!
Não é novidade para ninguém que esses sites de apostas existem!
O problema é que com as apostas, também passaram a existir as brechas para que pessoas ou grupos mal-intencionados, tentem de maneiras ilícitas ganhar de maneira desonesta, muito dinheiro com apostas!
A questão não é diretamente as apostas, mas a possibilidade real que existe de poder manipula-las!
Vale lembrar que tentativas de manipulação de resultados, acontecem há tempos!

O próprio Futebol Brasileiro, já foi uma das vítimas dessa máfia, que se especializou em ganhar muito dinheiro com a manipulação de resultados que beneficiariam grupos que investem milhões em um determinado resultado de uma aposta!
Quem não se lembra da famigerada “Máfia do Apito”, que em 2005 manchou a lisura do Campeonato Brasileiro com a descoberta do escândalo da manipulação de resultados de jogos, o que resultou na anulação de onze partidas do Brasileirão, jogos que segundo o que foi apurado na época, foram manipulados pelo árbitro Edilson Pereira da Silva para favorecer apostadores. Os jogos foram remarcados e o Corinthians, clube envolvido em partidas cujo resultado havia sido comprometido, acabou sendo campeão após ganhar pontos em jogos que havia perdido.

A lisura e a confiabilidade nesse tipo de aposta, voltou à tona, quando nessa segunda-feira 20 de junho, o presidente do Santos Futebol Clube, Andres Rueda, convocou uma coletiva de imprensa para informar a demissão de  um funcionário do Clube, desligado do Santos após tentar subornar uma jogadora do Red Bull Bragantino, em uma partida válida pelo Campeonato Brasileiro Feminino, que terminou empatado em 1 a 1. Na ocasião da partida, um funcionário do Santos teria tentado subornar uma jogadora da equipe adversária para manipular o resultado ainda no primeiro tempo da partida. O contato teria sido intermediado por um colaborador do Bragantino.

O nome do funcionário demitido e que está sendo investigado, assim como o nome da atleta do time de Bragança Paulista, jogadora que recusou o suborno, o presidente não revelou que é para não prejudicar as investigações, mas explicou que o Boletim de Ocorrência foi feito com imagens, prints e outras provas envolvendo o caso.
O presidente do Santos, Andres Rueda confirmou na coletiva que o funcionário demitido, buscou subornar a atleta do Bragantino para que ações em sites de apostas fossem realizadas e ganhas.
O Red Bull Bragantino encaminhou uma nota para imprensa, confirmando o caso.
O clube de Bragança informou que a atleta que sofreu a tentativa de suborno, recusou a proposta, e denunciou o fato ocorrido!

Desde 2015, o sindicato de atletas de São Paulo promove palestras para conscientizar jogadores, principalmente os mais jovens, em relação aos perigos gerados pelo envolvimento em manipulação de resultados.
A ideia da palestra intitulada “Reconhecer, Resistir e Denunciar”, visa instruir os atletas, jogadores, a entenderem como se reconhece um manipulador, a importância de dizer não, apesar das tentadoras ofertas financeiras, e como dar queixa do assediador!
Conversamos com Rinaldo José Martorelli, um ex-jogador de futebol profissional que já há alguns anos, é o presidente do Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo e gentilmente atendeu o “Portal Santos News”, para falar um pouco sobre esse trabalho realizado pelo Sindicato!

PITACOS DO BERTOLDI

É por conta de questões como essa, que acho sinceramente que por mais honesto e correto que um clube de futebol seja, se os Dirigentes puderem evitar fechar contratos de patrocínios com sites de apostas, seria no mínimo prudente!
Uma análise mais apurada e minuciosa na hora de contratar funcionários, também se faz necessária, visto que o funcionário em questão foi trazido e contratado pelo próprio presidente Rueda!

  (Crédito: Imagem: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.