Santos conquista sua primeira vitória na temporada mas futebol apresentado não agrada o torcedor

        Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Recentemente escrevi em uma das edições passadas, que o torcedor Santista teria que ter muita paciência, e tentar o mais rápido possível, (Sei que será difícil), esquecer como o Santos jogava, sob o comando do treinador Jorge Sampaoli.

Os amigos que acompanham o Blog, poderão inclusive constatar, que o treinador Jesualdo Ferreira, desacostumado com os Repórteres Brasileiros, já demonstrou na Coletiva de imprensa pós jogo, uma certa irritação com as inevitáveis comparações do seu trabalho com o trabalho do antigo Treinador.
Algumas respostas “Irônicas” dadas pelo treinador, comprovam sua irritação: “A bola é que corre porque ela não cansa, vocês sabiam disso?”

Coletiva com o técnico jesualdo Ferreira após a vitória contra o Guarani
Aqui o Treinador Santista se irrita com um Repórter que pergunta sobre a falta de intensidade da equipe

O Blog “Sergio Bertoldi”, tem como proposta, não apenas trazer informações e notícias do dia a dia do Santos Futebol Clube, dados e informações dos jogos envolvendo o Alvinegro Praiano, mas principalmente, comentar e deixar aqui neste espaço, a opinião pessoal sobre os fatos que abordo!
Então vamos lá:

O Santos jogou com o Guarani na noite desta segunda-feira, às 20h, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, e apesar de jogar toda a segunda etapa da partida, com um jogador a mais, não soube pressionar seu adversário que em alguns momentos, chegou a assustar a defesa santista com contra-ataques perigosos

É bem verdade que o Santos venceu!
Porém, mais uma vez, a exemplo do que já houvera acontecido na partida de estreia contra o RedBull-Bragantino, não convenceu.
Os jogadores do Santos tem mesmo que erguer as mãos para o céu e agradecer pelas bençãos, porque a vitória de ontem, caiu mesmo do céu.

Jogador Santista agradecendo aos Céus pelo gol da vitória

É a segunda partida em que vejo o Santos entrar em campo, com os jogadores parecendo ter comido duas Feijoadas cada um!
Não se vê mais nos jogadores do Santos, aquela reação!

O que vi nestes dois primeiros jogos do ano, foi um time entregue em campo, um time sem aquela intensidade, aquela volúpia de jogo, um time que encurralava seus adversários, como um Boxer, que prende seu oponente nas cordas, e o castiga até cair!
Parece até que aquela sede de vencer, acabou.

Pode ser que a ausência de jogadores velozes como Marinho e principalmente “Soteldo” possam ser a razão e a explicação de termos visto até aqui, um time apático, sem ambição!
Sem querer fazer comparações, mas parece que o “Amor pelo Balon” acabou.
Porém, o problema que me preocupa mais, é outro, e bem mais grave.
 Meu temor é em relação ao método de trabalho desse senhor.
O Técnico do Santos, implantou uma metodologia de preparo, completamente fora da realidade do esforço físico a que os jogadores Brasileiros, são submetidos durante uma temporada!
O Flamengo campeão de quase tudo o que disputou em 2019, terminou o ano, tendo jogado praticamente 80 jogos!

Esse senhor, já declarou abertamente, antes mesmo de chegar ao Brasil, de que não é adepto de dar treinamentos com muita carga física, e prefere trabalhar com bola!
Se os trabalhos com bola não forem mesclados, intercalados com os trabalhos físicos, os jogadores não só apresentarão um alto índice de lesões, principalmente musculares, como também dificilmente terão fôlego e preparo para jogar os 90 minutos de uma partida!
O Técnico Jesualdo Ferreira, precisa entender o mais depressa possível, que na Europa, nos Emirados, ou onde quer que ele tenha trabalhado, a carga de jogos, aliada as desgastantes viagens que os jogadores Brasileiros são submetidos, é completamente diferente do resto do mundo!
Aqui o jogador entra em campo na Quarta-Feira, com 20º no Sul em Porto Alegre, e no Domingo viaja ao outro extremo do País, para entrar em campo com 35º no Nordeste.
Na Europa, um time Inglês pega um trem, e em duas horas está na França para jogar em Paris

Vejam os amigos, que já temos quatro jogadores afastados por conta de lesões musculares, e desses quatro, dois ainda nem jogaram!
Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar, Derlis Gonzales, e agora o Arthur Gomes.
Será que ninguém está vendo que tem algo errado com a preparação física do Santos?
Outro fato que não pode ser esquecido, ou deixado de lado como se não fosse relevante, foi o fato de que deixaram (Diretoria), o melhor Fisiologista deste país, Doutor Luís Fernando de Barros, ir para o São Paulo.
Esse é o tipo de profissional, que um presidente de clube que entende de futebol, sabe que não pode perder de jeito nenhum.
Vale tanto quanto segurar um grande craque do time!

Enfim, vamos dar tempo para ver no que essa contratação de um treinador Europeu, e sem a mínima identificação ou conhecimento do futebol Brasileiro, pode dar.
 O Jogador Jean Mota que fez na partida contra o Guarani, sua estreia na temporada, e foi o protagonista do gol que deu a vitória Santista com uma cobrança de falta magistralmente executada, e que resultou no gol contra do Guarani, declarou ao final da partida que: “O estilo do professor Jesualdo, é diferente. Estamos tentando nos adaptar o mais rápido possível, mas leva um tempo, isso vem com o decorrer dos jogos”

Com a vitória diante do Guarani, o Santos mantém a liderança do grupo A do Paulistão, agora com quatro pontos somados!. Ponte Preta e Oeste estão com três, enquanto o Água Santa ainda não pontuou.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 1 X 2 SANTOS
Local: Brinco de Ouro, em Campinas (SP)
Data: 27 de janeiro de 2020. segunda-feira
Horário: 20 horas (Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa e Daniel Paulo Ziolli
Cartões amarelos: Pará (Santos); Luiz Felipe (Santos); Romércio (Guarani)
Cartão Vermelho: Lucas Abreu (Guarani)
Gols: Santos: Arthur Gomes (aos 21 minutos do 1º tempo) e Pablo (contra, aos 47 do 2º tempo)
Guarani: Rafael Costa (aos 22 minutos do 2º tempo)
GUARANI: Jefferson Paulino, Pablo, Bruno Silva, Romércio e Bidu; Deivid, Lucas Abreu, Lucas Crispim (Marcelo) e Giovanny (Bruno Sávio); Júnior Todinho e Rafael Costa (Matheusinho). Treinador: Thiago Carpini

SANTOS: Everson; Pará, Luan Peres, Luiz Felipe e Felipe Jonatan; Alison, Carlos Sánchez e Diego Pituca (Uribe); Arthur Gomes (Jean Mota), Raniel (Tailson) e Eduardo Sasha Técnico: Jesualdo Ferreira

O Peixe retorna aos treinos na tarde desta terça-feira, e começa a se preparar para o próximo compromisso pelo Campeonato Paulista, quando recebe a Inter de Limeira, na Vila Belmiro, na próxima quinta-feira, às 19h15.

Confira como foi a vitória do Santos sob o Guarani

(Crédito da Imagem: Richard Callis/Fotoarena/Lancepress)
(Créditoda Imagem: Ivan Storti/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *