Santos estreia em casa com empate sem gols e decepciona sua torcida

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Depois de mais de um mês sem assistir aos jogos do Santos, o torcedor Santista não escondia sua ansiedade por esse retorno do Futebol Brasileiro.

O que não faltava ao torcedor, eram motivos para isso!
Primeiro de tudo, a vontade de voltar a Vila Belmiro.
Vila de tão boa energia, e lembranças de vitórias memoráveis, como a da última partida realizada em 2019, quando no último jogo da temporada passada, o Alvinegro Praiano se despediu de sua torcida com um Chocolate de 4 x 0 aplicado no Campeão Brasileiro, Clube de Regatas Flamengo!

Havia também, a expectativa de pela primeira vez, poder acompanhar de perto como é dentro de campo, o trabalho do novo treinador Santista!
Na substituição do Comando Técnico da equipe, saiu o Argentino Jorge Sampaoli, e entrou o Português Jesualdo Ferreira.
Não bastasse tudo isso, caras novas chegaram ao Santos, como o atacante Raniel, Centroavante clássico que tanto nos faltou em 2019, além do lateral direito Madson.
Por falar em lateral direito, o lateral Pará foi homenageado pelo clube, com uma placa comemorativa, por completar a marca de 200 jogos com a camisa do Santos, número com o qual jogou a partida de ontem

Pará completando 200 jogos com o “Manto”

Embora todos os itens mencionados, fossem mesmo atrativos para o torcedor Santista lotar a Vila Belmiro, a verdade é que só um, interessava de verdade ao torcedor: Ver em loco, o que se pode esperar do Santos na temporada 2020.

E o torcedor enfim, viu. E assim como eu, além de não ter gostado nada do que viu, ainda deve ter voltado para casa, bastante preocupado!
Na noite desta quinta-feira (23), às 19h15, (de Brasília), o Santos recebeu na Vila Belmiro em confronto válido pela 01ª rodada do Campeonato Paulista 2020, a equipe do Red Bull-Bragantino, e com uma atuação decepcionante, não passou de um empate em 0 x 0.

É claro que vamos levar alguns aspectos em consideração, como o fato do time estar completamente sem ritmo de jogo, além de não se encontrar no melhor de suas condições físicas, o que normalmente acontece após a sexta ou sétima rodadas.
Porém algumas coisas já puderam ser vistas e ficaram claras.
Esse novo Santos, agora dirigido pelo Técnico Jesualdo Ferreira, continua incrivelmente dependente, de um jogador chamado “Soteldo”
Já passavam bem mais de 30 minutos da primeira etapa, quando com Pato Sanches, o Santos foi dar o seu primeiro arremate contra a meta adversária.

O Santos que terminou a temporada passada, ligado nos 220 Volts, ontem parecia mais com uma lampada de “40 velas“.
Um time mais lento na transição de campo, jogando um futebol mais de posse de bola e sem a velocidade e intensidade dos tempos do ex treinador Jorge Sampaoli, um time em vários momentos da partida, parecendo estar desligado do jogo e sem vontade ou ambição alguma de vencer a partida.
Sejamos sinceros, o Redbull esteve bem mais próximo de conquistar uma vitória, como nesse lance em que o atacante Ítalo, perde cara a cara com o Goleiro Everson, um gol feito.

É claro que vou esperar um pouco mais, para tecer comentários com mais embasamento, porém o pouco que já pude observar nessa primeira partida, me preocupa muito!
O Santos parece ter passado de um time “Proativo”, para um time “Reativo”
De um time que terminou a temporada, jogando com uma linha executando uma marcação alta, encurralando seus adversários, inclusive fora de casa, o que vi contra o Redbull-Bragantino foi um time jogando em casa, sem agredir seu adversário, e esperando em seu próprio campo para jogar nos contra-ataques, bem ao estilo “Jair Ventura”

Acostumado a ver o antigo treinador que jogava com o time o torcedor Santista terá que se acostumar a um estilo mais observador de comandar o time

Fico imaginando, que tipo de proposta de jogo, esse Santos do Jesualdo Ferreira, vai apresentar quando jogar fora de casa.

Para finalizar: O novo treinador do Santos, não tem o estilo de treinador que consiga à beira do gramado, extrair o máximo de seus jogadores!
Espero estar enganado mas esse treinador mostra uma apatia à beira do gramado, que preocupa!
Se depender do seu estilo de comando para extrair algo a mais dos jogadores dentro de uma partida, esquece! Sou capaz de apostar que com a postura que ele tem, dificilmente se o Santos em alguma partida sair inferiorizado no placar, consegue virar o resultado.

Vou aguardar um pouco mais, mas confesso que me preocupa o que vi.
Volte logo Soteldo! Hoje o Santos é você + 10

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0X0 RED BULL BRAGANTINO
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 23 de janeiro de 2020 (quinta-feira)
Horário: 19h15 (Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Risser Jarussi Corrêa e Evandro de Melo Lima
Cartões Amarelos: Ligger (Bragantino); Edimar (Bragantino); Barreto (Bragantino); Artur (Bragantino); Carlos Sánchez (Santos)
SANTOS: Everson; Felipe Jonatan, Luan Peres, Luiz Felipe e Pará; Alison, Carlos Sánchez e Diego Pituca; Marinho (Derlis González), Kaio Jorge (Raniel) e Eduardo Sasha (Arthur Gomes)
Técnico: Jesualdo Ferreira
RED BULL BRAGANTINO: Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Barreto (Vitinho), Bruno Tubarão (Thonny Anderson), Uillian Correa e Claudinho (Morato); Artur e Ytalo
Técnico: Vinicius Munhoz

Acompanhe como foi a coletiva pós jogo

O Santos retorna a campo na próxima segunda-feira, quando às 20h00, enfrenta o Guarani em Campinas no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em partida válida pela segunda rodada do Paulistão 2020.
Para essa partida, o técnico jesualdo Ferreira poderá ter duas baixas, caso o ponta de lança Marinho e o atacante Kaio Jorge, ambos deixaram o gramado com entorse no tornozelo, não se recuperem a tempo.

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.