Santos deixa a Copa São Paulo eliminado de forma invicta

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Bem que o camisa número 06 da defesa Santista, Derick, jogador titular que marcou dois gols na vitória por 7 a 0 contra o Olímpicos de Sergipe, na segunda rodada da Copa São Paulo, avisou:
“É uma competição curta, então cada jogo é uma final”

Com 100% de aproveitamento na primeira fase, o Santos entrou em campo na tarde do último Sábado (11), às 16h00 (de Brasília), para enfrentar no Estádio Breno Ribeiro do Val na cidade de Osvaldo Cruz, a Ponte Preta de Campinas, em confronto eliminatório válido pela 2ª fase da Copa São Paulo de Juniores

Escalação da Equipe Santista

Os garotos do Santos que até então vinham se destacando com uma bela campanha na 1ª fase, com três vitórias em três jogos, com seu ataque marcando 13 gols, e sua defesa tendo sofrido apenas dois gols, encontrou muita dificuldade para se adaptar a um campo bastante encharcado e comprometido pela forte chuva que caiu em Osvaldo Cruz, principalmente pouco antes do início da partida!

Lucas Lourenço tenta conduzir a bola em meio a água e os adversários

O Santos, acostumado a velocidade e a toques de bola rápidos, com ultrapassagens pelas laterais, e por ter jogadores mais leves fisicamente, foi o time que mais sofreu para se adaptar ao gramado pesado.

Até a bola parece querer fugir de tanta água

Porém, mesmo com o gramado em péssimas condições e não ajudando em nada a prática do bom futebol, Santos e Ponte Preta fizeram um primeiro tempo bastante equilibrado com as duas equipes partindo para cima e jogando abertas em busca do gol.
A Macaca Campineira, que na primeira etapa da partida parece ter-se adaptado melhor e mais rapidamente as condições do campo, saiu na frente no placar quando aos nove minutos, Sandro abriu o placar em um belo arremate, sem chances para o goleiro Santista!   

Como diz o ditado: “Perdido por 1 perdido por 1000”
Não restando aos Peixinhos da Vila, outra alternativa que não fosse se arriscar em busca do gol de empate, os meninos na base da garra e da superação foram para cima da Ponte e sufocaram a equipe de Campinas durante todo o segundo tempo que pode-se dizer que foi praticamente de um time de só. Era quase que um “Ataque contra Defesa”

O esforço Santista foi enfim recompensado, em outro belo chute do volante Ivonei, empatando a partida em 1 x 1 aos 14 minutos da segunda etapa

Alegria e Comemoração no gol Santista

Mesmo com maior volume de jogo, e se aproveitando de uma visível e acentuada queda de rendimento do time de Campinas, os meninos do Santos não conseguiram virar o placar e foram decidir sua sorte nas penalidades!

Na decisão por penalidades máximas, a Ponte Preta foi melhor e viu a estrela do goleiro Caio, brilhar sendo o principal nome nas cobranças de pênaltis, defendendo três delas. 
Terminava assim para o Santos, a 51ª Edição da Copa São Paulo de Juniores!
Eliminado da Competição pelo regulamento “Penalidades Máximas”, os peixinhos de Vila Belmiro saem da Copinha, com três vitórias e um empate. 14 gols marcados e três sofridos

FICHA TÉCNICA
SANTOS FC 1 (2) X (3) 1 PONTE PRETA
Local: Estádio Breno Ribeiro do Val, em Osvaldo Cruz (SP)
Data: 11 de janeiro de 2019 (sábado)
Horário: 16h00
GOLS: SANTOS FC: Ivonei, aos 13 do 2T
PONTE PRETA: Sandro, aos 8 do 1T
SANTOS FC: Mazoti; Gustavo Moreira, Robson, Derick e Lucas Sena; Felipe Carvalho, Ivonei e Lucas Lourenço; Donizete, Marcos Leonardo e Allanzinho
Técnico: Márcio Zanardi
PONTE PRETA: Caio; Yan, Euller, Lucas Peres e Sandro; Renato, Alex, Marquinho e Igor Maduro; Vitinho e João Veras
Técnico: Adeilton Santos

Vencer torneios de Base, é muito bom!
Porém, jamais significou ser verdade absoluta, quer isso significa ter um time com garotos com 100% de certeza que irão virar craques ou grandes jogadores!
Acho desnecessário lembrarmos que o Corinthians, recordista de títulos da Copinha, com 10 conquistas e 18 finais, a última delas em 2017, praticamente não revela ninguém né?

Quem aqui lembra, quem foi o último craque do Corinthians, revelado não Copa São Paulo?
Que eu me lembre, os únicos bons jogadores revelados pelo Corinthians na Copa São Paulo nesses últimos anos, foram o trio formado pelo atacante Pedrinho, o volante Maycon, e o lateral esquerdo Guilherme Arana, Campeões em 2014, 2015, e 2017.
Três revelações de 2014 pra cá! Muito pouco!

O grande objetivo das categorias de base, deve ser sempre o de revelar jovens talentos que tenham condições de suprir as necessidades do time principal, evitando assim que a Diretoria do clube, precise gastar recursos para trazer jogadores de fora!
Neste sentido, vi no time do Santos algumas boas promessas que bem trabalhadas, poderão dar muitas alegrias ao torcedor Santista, assim como futuramente, se bem valorizados e bem trabalhados financeiramente, podem ajudar muito o clube a sanar suas contas!

Fiquem atentos a esses jogadores:
Laterais: Lucas Sena e Cadu
Zagueiros: Jhonnathan
Volantes: Victor Yan
Meias: Lucas Lourenço, Ivonei, Gabriel Pirani
Atacantes: Marcos Leonardo, Allanzinho, Caio Mota, Antonio Gamaroni, e Wesley

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.