Mais um que deixa o clube de graça!

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

O Clube que sempre se orgulhou por ser referência pelo excelente trabalho realizado em suas categorias de base, hoje não é mais nem sombra do Santos que mais revelava craques para o Futebol Brasileiro e Mundial.

A Base do Santos futebol clube está literalmente, agonizando!

O início do processo de decadência da base Santista, se deu lá atrás, ainda na gestão de triste lembrança da dupla Laor/Odílio, evoluindo em decadência na Gestão Modesto Roma Jr, e definitivamente respirando por aparelhos, na Gestão José Carlos Peres!

De um trabalho vencedor, galgado na experiência de craques da própria história vitoriosa do clube, o Santos passou a administração de sua base, para as mãos de teóricos engravatados, que com seus Mestrados, Doutorados, e PHDs de sei lá mais o que, nunca calçaram um chuteira em toda a vida!

Hoje então a coisa piorou terrivelmente! De burocratas engravatados, a base Santista passou para as mãos de um Padeiro. Pasmem Senhores!

Não satisfeitos em contratar pessoas que não saberiam nem responder quantos gomos tem uma bola de futebol, a Diretoria ainda permitiu que jogadores fossem trazidos aos montes, sendo avaliados e aprovados sabe-se lá por qual critério!

Só neste ano de 2019, garotos de diversas categorias que há anos estavam no clube, simplesmente foram dispensados e em seus lugares, nada mais, nada menos do que 200 jogadores, foram contratados!

Mas esperem um pouco: Contratar jogador para a Base?

Mas as categorias de base não existem nos clubes, exatamente para revelar jogadores que futuramente abastecerão a equipe profissional?

Penso que uma ou outra contratação pontual, desde que se trate de uma revelação com grande potencial, aí sim se justifica um investimento! Mas 200 jogadores? Aí já é demais não?

Coincidentemente, no exato momento em que formulo meu comentário de hoje, me chega uma informação que só corrobora com o tema abordado!

Atleta das categorias de base do Santos desde 2012, o lateral-esquerdo Rhuan de 18 anos, que tinha vínculo com o clube até 31 de outubro deste ano, acertou sua rescisão contratual.

Titular do Santos na última edição da Copa São Paulo de Futebol Juniores e com convocações para seleções brasileiras de base, Rhuan que era considerado uma das últimas promessas da base, chegou a fazer alguns treinamentos com o elenco Profissional, mas não tinha espaço no time justamente por conta da concorrência de jogadores contratados para a mesma posição tais como: Felipe Jonathan, Jorge, e Alan Cardoso, esse último, promessa contratada da base do Vasco da Gama.

Rhuan Ferreira Ramos, é mais um exemplo da má administração que assola o Santos!

 No Santos desde seus 12 anos de idade, o jovem agora com 19, passou sete anos no clube que durante esse período todo, investiu em sua formação, profissionalizou o atleta em 2016, e agora o libera de graça simplesmente por completa incompetência e falta de planejamento!

O mais triste e preocupante, é que todos os meses mais de um Rhuan saem de graça pela porta da frente do Santos, formados para renderem frutos e receitas para outros clubes!

E assim caminha a Mediocridade!

(Créditos da imagem: Divulgação/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.