Santos sofre derrota no clássico contra o Palmeiras e vê chances de disputar a Libertadores 2023 ficarem muito distantes

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos visitou o Palmeiras no Allianz Parque na noite do último domingo, e mesmo em superioridade numérica após a expulsão do jogador Danilo, ocorrida aos 14º da segunda etapa, o Alvinegro Praiano foi derrotado pelo placar de 1 a 0, com o gol da vitória assinalado pelo centroavante uruguaio Merentiel.

Com o resultado, o Santos permanece estacionado nos 34 pontos porém caindo para a 11ª colocação.
Não bastasse a derrota em si, a situação da equipe Santista começa a ficar preocupante pelo fato do Alvinegro não pontuar a três jogos, sendo que nos quatro últimos jogos, de 12 pontos disputados o Peixe conquistou apenas 1.

Cuiabá-MT  0 X 0 Santos-SP
Santos-SP  1 X 2  Goiás- GO 
Ceará-CE  2 X 1 Santos-SP
Palmeiras-SP 1 X 0 Santos-SP

O Alvinegro de Vila Belmiro não passava por uma sequência de resultados negativos desde setembro de 2021, quando na ocasião sofreu três derrotas entre os dias 25 de agosto e 9 de setembro quando perdeu para Athletico-PR (fora), Flamengo (casa) e Cuiabá (fora).
A série negativa custou inclusive o cargo do técnico Fernando Diniz, demitido pela Diretoria do clube logo após a derrota para o Cuiabá.
Outra marca negativa na história recente do confronto entre Santistas e Palmeirenses, e essa com certeza a que mais tem incomodado os torcedores do Alvinegro, é a sequência de derrotas ou empates frente ao rival da Capital.
Com mais essa derrota sofrida no Domingo, o Palmeiras não só se mantem invicto nesse Derbi, como ainda amplia o tabu sobre o Santos, chegando à sua sétima vitória consecutiva sobre o Santos. A última vez que os palmeirenses perderam um clássico para o Santos, foi em 2017.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 SANTOS

Local: Allianz Parque, em São Paulo, SP
Data: 18 de setembro de 2022 (domingo)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA-SP)
Cartões amarelos: Gustavo Gómez, Zé Rafael, Gabriel Menino e Abel Ferreira (Palmeiras)
Cartões amarelos: Camacho, Zanocelo, Soteldo e Marcos Leonardo (Santos)
Cartões vermelhos: Danilo e Abel Ferreira (Palmeiras)
Gols: Merentiel, aos 31 do 2T (Palmeiras)
Público: 40.337
Renda: R$ 2.450.421,12
PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Gustavo Scarpa (Gabriel Menino); Bruno Tabata (Merentiel), Dudu (Luan) e Rony (Atuesta)
Técnico: Abel Ferreira

SANTOS: João Paulo; Madson, Maicon, Bauermann e Felipe Jonatan; Camacho, Zanocelo (Carlos Sánchez) e Soteldo; Lucas Barbosa (Rwan), Lucas Braga (Ângelo) e Marcos Leonardo
Técnico: Orlando Ribeiro (interino)

PITACOS DO BERTOLDI 

Eu penso sinceramente, e analisando com bastante frieza e isenção, que a derrota frente ao Palmeiras, não refletiu exatamente o que foi a partida!
Com certeza um empate teria sido um resultado mais justo e fiel ao que foi o jogo! E vou mais além: Gostei do início de trabalho desse rapaz Orlando Ribeiro, que mostrou que tem potencial como treinador!
Só perdemos o jogo, porque na minha opinião, o treinador enxergou com a expulsão do jogador palmeirense, uma possibilidade de fazer além do que ele havia planejado!
Enquanto seguimos fielmente o esquema armado para anularmos o poderio ofensivo do Palmeiras, e assim evitarmos uma derrota para muitos dada como certa, tivemos êxito!

O único pecado do nosso treinador, foi se empolgar com a possibilidade da vitória, momento em que as alterações realizadas, acabaram por abrir o time!
As saídas do Lucas Braga e do Zanocello, abriram buracos e clarões que até então não existiam! Lucas Braga embora ofensivamente não estivesse significando grandes perigos a defesa do Palmeiras, sua presença segurava o Dudu que caia pelo seu lado, jogador que sabidamente é ao lado do Scarpa, a válvula de escape para as decidas em velocidade do Palmeiras!

Outro erro foi sacar o Zanocello! Embora não seja nem na armação de jogadas, nem ofensivamente, o jogador que esperávamos que ele fosse, a verdade é que defensivamente, ele vinha ajudando o meio campo na marcação!
Podem reparar que após a sua saída e a entrada do Pato Sanches, o Santos ficou com o meio campo aberto, e começou a ser pressionado por aquele setor, algo que não havia acontecido na primeira etapa!

Resumindo: Para um treinador dirigindo um time profissional pela primeira vez, empatar com o Palmeiras, com certeza teria sido considerado um bom resultado! O erro do treinador foi justamente por falta de experiência, querer ganhar a partida!

Acompanhe agora a Coletiva com o Técnico Orlando Ribeiro

O Santos volta a campo somente no dia 27, terça-feira, quando às 21h30 (de Brasília), recebe em casa na Vila Belmiro, o Athletico-PR

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Divulgação/Santos FC)
(Crédito: Imagem: SantosTV/Divulgação/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.