Assim nascia um clube predestinado a ser o maior do Mundo! SANTOS FUTEBOL CLUBE

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Nossa história começa assim:

Foi lá no início do século XX, que a cidade de Santos, berço e lar do “Gigante dos Mares”, começava, a ter sua grandeza e importância para o Brasil, ser realmente reconhecida.
Nosso porto, o maior da América Latina, já despontava como um dos maiores do mundo. Por ele, passava a maior parte de toda a nossa produção de café, produto forte na época, e exportado pelo país.
A vida social do município, crescia rápido e movida ao dinheiro dos barões do café e de seus negócios milionários com o porto.

 Em 1912, Santos já era a principal cidade exportadora de café do mundo.
Os negócios iam bem, e a cidade atraía cada vez mais, o dinheiro dos grandes fazendeiros do interior.
Apesar de na época os esportes aquáticos tais como o remo, serem os mais praticados pelos jovens, já havia equipes de futebol na cidade, fortes o bastante para disputarem com destaque o Campeonato Paulista de Futebol, (criado em 1902)
O Sport Clube Americano, fundado em 1903 e o Clube Atlético Internacional, fundado em 1902, foram os primeiros digamos assim, times da cidade.
Porém poucos anos depois, o Internacional foi extinto em 1910 e o Americano mudou sua sede para São Paulo, deixando alguns praticantes descontentes, que decidiram então criar o seu próprio clube na cidade.
Nascia assim, o maior clube de futebol que o Mundo todo já conheceu!

A fundação do Santos Futebol Clube, ocorreu num domingo, dia 14 de abril de 1912, por iniciativa de Raymundo Marques, Mário Ferraz de Campos e Argemiro de Souza Júnior, três esportistas da cidade, que convocaram uma assembleia, por volta das 14 horas, na sede do Clube Concórdia (localizado na Rua do Rosário nº 18 – atual Avenida João Pessoa nº 10), para a criação de um time de futebol.
Lamentavelmente, poucos que passam por este local diariamente, sabem que ali onde hoje funciona uma loja do grupo Proplastik, nasceu o Santos Futebol Clube.

                                  Aqui neste imóvel na atual Avenida João Pessoa nº 10, nasceu o Santos Futebol Clube

 Durante a reunião, foi discutido o nome para a agremiação, dentre as sugestões estavam: Concórdia, Euterpe e Brasil Atlético, mas os participantes da reunião, por unanimidade, aceitaram a proposta de Edmundo Jorge Araújo: a denominação Santos Foot-Ball Clube.
A primeira diretoria foi composta por: Sizino Patusca (presidente), George Cox (vice-presidente), José G. Martins (primeiro secretário), Raul Dantas (segundo secretário), Leonel Silva (primeiro tesoureiro), Dario Frota (segundo tesoureiro) e os diretores Augusto Bulle, João Carlos de Mello, Henrique Cross, Francisco Raymundo Marques, Cícero F. da Silva e Jonas de C. Pacheco.

Na mesma reunião foram decididas as cores do clube.
No início de nossa história, não nascemos “Alvinegros”.
O Santos nasceu tricolor, inspirado nas cores branco, azul e dourada do Concórdia.
O uniforme oficial escolhido era constituído por uma camisa com listras verticais azuis e brancas, separadas por um fio dourado.

                                                              Primeira camisa do Santos Futebol Clube

Somente em 31 de março de 1913, quase um ano depois, é que o preto e o branco foram adotados por representar nobreza e paz.
A primeira apresentação do time considerada como jogo-treino, ocorreu no dia 23 de junho de 1912, no campo da Vila Macuco, contra um combinado local chamado Thereza Team, o confronto foi vencido pelo Santos pelo placar de 2 a 1, com gols de Anacleto Ferramenta e Geraule Ribeiro. O time entrou em campo com a seguinte formação: Julien Fauvel (goleiro francês); Simon e Ari; Bandeira, Ambrósio e Oscar; Bulle, Geraule, Esteves, Fontes e Anacleto Ferramenta.
O primeiro jogo tido como oficial aconteceu apenas em 15 de setembro de 1912, o Santos FC venceu o Santos Athletic Club (time formado por ingleses) por 3 a 2, no campo da Avenida Ana Costa, local onde hoje se encontra a Igreja Coração de Maria. O primeiro gol do confronto foi marcado por Arnaldo Silveira, o tento é considerado o primeiro da história do clube, os outros dois gols foram anotados pelo próprio Arnaldo e por Adolpho Millon Júnior.

As camisas terão listras grossas, verticais, pretas e brancas, com calções brancos e meias pretas”, foi a sugestão do sócio Paulo Peluccio, aprovada por todos os presentes. A mudança ficou registrada em ata oficial do clube!
Quarenta e três dias depois, na terça-feira dia 13 de maio de 1913, o Santos faria seu primeiro jogo como alvinegro. A equipe derrotou o São Vicente Athletic Club pelo placar de 5 x 0, em partida festiva de comemoração aos 25 anos da Lei Áurea, que concedeu liberdade aos escravos no Brasil.

O uniforme todo branco, atualmente considerado o número um, passou a ser utilizado a partir de 1924 em jogos válidos pelo Campeonato Paulista


Em 1913 o Santos disputou o Campeonato Santista e se sagrou campeão invicto, confirmando ser a equipe de futebol mais forte da cidade.
Um fato trágico e inesquecível, acompanha coincidentemente, o surgimento para o mundo, do Santos Futebol Clube
Anunciado como insubmergível, logo em sua primeira viagem da Inglaterra para os Estados Unidos, o transatlântico Royal Mail Ship (RMS) Titanic, teve sua rota interrompida quando colidiu com um iceberg, no Atlântico Norte, e começou a naufragar.
O acidente ocorreu às 23h40 da noite de 14 de abril, e em menos de duas horas depois do choque, o luxuoso navio afundou, provocando a morte de 1.495 pessoas, entre elas o capitão Edward Smith.
Cerca de 10 horas antes, o Santos Futebol Clube tinha sido fundado, no litoral do Atlântico Sul.

Segundo a mitologia, Netuno teria decidido que só haveria lugar no mundo, para um gigante do Mar!
E esse gigante que faz brotar no coração de toda criança, filha ou filho de um Santista, um amor tão incondicional como inexplicável, está completando nesse 2022, 110 anos de vida!
Uma existência escrita por vitórias e conquistas de tantos títulos, tantos torneios disputados e vencidos em todos os Continentes do Planeta, um clube que vencia dando Show de futebol, não só a outros clubes, como Seleções do mundo inteiro!

O Clube é o único que tem um Rei que transformou o número 10, na camisa mais importante de qualquer clube de futebol, camisa imortalizada nesses 110 anos.


                                                                         Nosso eterno Rei Pelé

Único clube no mundo, capaz de parar uma Guerra, e instituir uma trégua para que durante algumas horas, inimigos pudessem ver o Rei Pelé jogar!
O Santos é o clube que detém o maior número de recordes que um clube de futebol possa ter!
E é esse clube, que até hoje é amado, não só por seus torcedores, mas por jogadores que vestiram essa camisa, e entraram para uma família como não há outra em clube nenhum do mundo!  

                                               Eternos Meninos da Vila Nilton Batata e Juary

Muitos vieram jogar no Santos, vindos de todas as partes do Brasil, e nunca mais deixaram a cidade!
Muitos mesmo longe, e passados tantos anos desde quando jogaram e pararam com a carreira, quando chamados, fazem questão de vir de onde for para reencontrar os amigos!
Em nome dessa grande família Alvinegra Praiana, o Blog Sergio Bertoldi, parabeniza o Santos Futebol Clube por seus 110 anos, e agradece ao maior clube do mundo, por fazer parte das nossas vidas!

Parabéns Santos! Feliz Aniversário!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.