“União para Salvação”

Alô Nação Santista. Saudações Alvinegras

Bom Dia amigos e leitores do Blog “Sergio Bertoldi”

Como prometido, hoje continuaremos a nossa abordagem a respeito do futuro do nosso Santos Futebol Clube, algo que ao longo do ano temos realizado com certa frequência!
Como todos sabem, estamos há praticamente dois meses de novamente exercermos democraticamente, o nosso direito como associados do “Glorioso Alvinegro Praiano”, de votar pela escolha de um novo presidente que comandará os destinos do clube pelo próximo triênio de 2021-22-23.

Não é segredo ou do “Desconhecimento” dos torcedores e associados, que o nosso Santos vive sem dúvida alguma, o pior e mais delicado momento de sua história!
A atual Gestão, comandada por um Presidente prepotente, arrogante e centralizador, que desde o primeiro dia após eleito, já mostrou quem era de verdade ao afastar completamente seu vice-presidente Orlando Rollo, o excluindo de tudo e não o deixando participar de nada da vida “Político Administrativa” do clube, já dava indícios preocupantes de sua conduta e de como comandaria o clube!

Se a parte administrativa foi um “Desastre”, a financeira então: Foi uma “Tragédia”
Em números aproximados sabe-se que os ex-presidentes Laor e Ódilio, entregaram para o seu sucessor Modesto Roma Jr, o clube com 300 milhões de dívidas.
Modesto Roma Jr por sua vez, entregou o Santos para seu sucessor José Carlos Peres, com 350 milhões de dívidas E hoje a dívida beira os 600 milhões.

Não bastasse isso, estamos falando de uma administração que além de quase dobrar a dívida que herdou, não conquistou nada dentro de campo, desmontou por puro ranço politico, uma máquina administrativa que levou décadas para ser montada, afastou do clube grandes ídolos do passado, encheu o clube de funcionários sem a mínima identificação com o Santos, e ainda destruiu as categorias de base, colocando aventureiros e incompetentes para dirigi-la!

Resumindo: Se muitos diriam que a Gestão Peres é uma gestão para ser esquecida, eu digo o contrário! A atual gestão precisa é ser lembrada eternamente, como lição do que não se deve fazer se não quiserem destruir o clube!

O dia de hoje, segunda-feira 28 de Setembro de 2020, já está marcado como um dos dias mais importantes da história do Santos Futebol Clube!

Logo mais, os senhores Conselheiros terão a responsabilidade e a obrigação, de honrarem o juramento que fizeram quando tomaram posse como membros do Conselho Deliberativo, que foi dentre outros atributos e deveres, zelar pelo bem da instituição!
Dito isto, a única decisão correta que os associados do clube esperam dos nobres Conselheiros, é que votem a favor do relatório da CIS (Comissão de Inquérito e Sindicância), e pela abertura de um novo processo de impeachment que afastará imediatamente o presidente José Carlos Peres pelo período inicial de 60 dias, até que se marque o pleito para os sócios decidirem.

Se esse senhor por ironia do destino, não for afastado na noite de hoje, em Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo, e conseguir se manter no comando do Santos por mais três, quatro meses, tempo que ainda lhe resta de mandato, os estragos e danos ao clube que ainda podem ocorrer, serão tão danosos que não restará nada do Santos, que não seja sua história já escrita em livros!

Por isso eu digo e reafirmo meu pensamento, que é algo que inclusive já escrevi anteriormente e venho dizendo há tempos: Somente a união de grandes Santistas, a união de grandes Lideranças dentro do Santos, pode salvar o clube de tão tenebroso destino!

O parecer da Comissão de Inquérito e Sindicância foi perfeito. Considerado por grandes juristas como irretocável.
O parecer pede o afastamento imediato do Presidente Peres, com base em sua gestão temerária.
Os conselheiros estão amparados pelas mudanças estatutárias ocorridas no ano passado que foram adequados ao PROFUT.

O citado parecer sabiamente não pede o afastamento do Vice-presidente do Santos, Orlando Rollo, visto que a CIS entendeu que o mesmo, foi impedido de participar da gestão de maneira arbitrária pelo Presidente Peres.
A verdade é que o vice-presidente Orlando Rollo, não participou de forma alguma da atual gestão, visto que foi boicotado desde o momento que o último voto foi apurado, e o senhor José Carlos Peres foi declarado vencedor do último pleito!

Considerando que o Vice-presidente Orlando Rollo, já declarou que não será candidato na próxima eleição que até o momento, continua marcada para dezembro deste ano conforme determina o Estatuto Social, sugiro uma união entre todos os grupos existentes no Conselho Deliberativo para que afastem imediatamente o Presidente Peres, para que o Vice Orlando Rollo possa assumir a presidência, exercendo uma gestão de transição contando com a ajuda e apoio de todos os grupos e pré-candidatos já conhecidamente declarados: Andres Rueda, Esmeraldo Tarquínio, Daniel Cury, Fernando Silva, Miltinho Teixeira, Rodrigo Marino, Vagner Lombardi e Ricardo Agostinho.
Destes, apenas o último não é conselheiro, porém pode apoiar esta conciliação pelo bem do Clube.

O próprio Vice-Presidente já declarou que pretende fazer juntar os grupos, convidando todas as correntes a participar da transição de modo transparente, para que o próximo presidente já possa assumir o Clube em janeiro sabendo o que encontrará pela frente e com as dívidas pagas ou renegociadas.

Concordo plenamente com o posicionamento do Vice-presidente, e não vejo outra alternativa para quem realmente ama o Santos, que não seja a “União para a Salvação”
É chegada a hora de deixar de lado qualquer vaidade ou projeto pessoal!

Ou eu amo o Santos, e pelo Santos, me proponho a ajudar meu clube da maneira que eu puder ser melhor aproveitado, ou a verdade é que meu pretenso “Amor” é por uma carteirinha e uma plaquinha com meu nome, na “Sala da Presidência”!  

Se for para haver uma união, ela terá que ser verdadeira e desprovida de interesses e de vaidade!
Não é hora de pensarmos nas eleições de dezembro ou preferências pelos candidatos A, B, C, ou D. É hora de afastarmos o Peres, e depois voltamos a pensar em eleição. Até por que se o Peres não for afastado pelo Conselho Deliberativo pode ser que o Santos nem chegue em dezembro, tamanho são as dívidas que não param de crescer e as eminentes punições mais severas que podem ser impostas pela FIFA.

Não há mais volta! O momento é extremamente delicado, e nossas ações e decisões, terão desdobramentos no futuro do clube!
A hora é de deixarmos esse cabo de guerra, e o puxarmos todos juntos para o mesmo lado! Remarmos juntos todos na mesma direção!
Caso contrário, ficará muito difícil chegar até as eleições, principalmente se o Peres não for afastado e se colocar como candidato, tendo o controle único e exclusivo das listas de votantes.

Que na noite de hoje, Deus ilumine e dê muita sapiência ao Presidente do Conselho Deliberativo,  Marcelo Teixeira, para que o mesmo tenha sabedoria na condução dos trabalhos.
Confiamos em vossa integridade!


Quanto aos senhores Conselheiros, nosso pedido é para que coloquem suas vaidades de lado e pensem somente no Santos Futebol Clube!
Um apelo: Por favor, afastem José Carlos Peres da presidência imediatamente!  

 

One thought on ““União para Salvação”

  • 28 de setembro de 2020 em 08:24
    Permalink

    Parabéns, Sergio Bertoldi ! De acordo .

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *