Nova bateria de avaliações físicas e palestra sobre Covid-19

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

     Ainda sem uma data definida para o retorno das competições oficiais do calendário Brasileiro, o elenco de jogadores profissionais do Santos Futebol Clube vais aos poucos voltando a sua rotina de treinamentos e avaliações físicas e clínicas!
Se durante um período normal de férias que geralmente não ultrapassa 35 dias, alguns jogadores sentem o ritmo puxado do início de uma pré temporada, o que dirá então ter que voltar ao ritmo de treinos pesados, depois de ficar mais de 90 dias parado e com treinos bem mais leves e feitos em casa?

Apesar de compreenderem que 90 dias não são 35, os jogadores não estão tendo moleza e vida boa não!
A quinta-feira no CT Rei Pelé, foi mais um dia de trabalhos fortes que contaram com a movimentação de jogadores em dois períodos!
A divisão em grupos, segue as orientações para evitar a aglomeração de jogadores e profissionais envolvidos nos trabalhos de preparação e avaliação física, principalmente por se tratar de um ambiente fechado como é o Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol (CEPRAF).
Durante a manhã foram realizados exames de eletrocardiograma, além de trabalhos de salto unilateral e o isocinético.

              Kaio Jorge sendo preparado para realizar um Eletrocardiograma
    Gean Mota realizando Avaliação de extensão e altura de saltos
    Eduardo Sasha fazendo teste isocinético

 “Estamos vivendo uma situação atípica, né? Pois no início do ano, os atletas chegam no clube após 30 dias de férias. E agora eles ficaram longe por três meses. Mesmo com toda a programação de treino em casa, sabemos que não é a mesma coisa que a atividade aqui no CT. Essas avaliações iniciais, como isocinético e salto, servem para sabermos se o jogador está com algum déficit de força, e com esses dados em mãos, podemos elaborar o tipo de atividade que ele realizará na academia e no campo, explicou Avelino Buongermino, fisioterapeuta do Santos 

No retorno ao CT no período da tarde, o elenco santista foi dividido em dois grupos, e sentados ao ar livre no gramado de um dos campos, assistiram uma palestra do Dr. Gustavo Pasquarelli, médico infectologista e diretor técnico do hospital Emílio Ribas, de Guarujá.

               De camisa escura Dr. Gustavo Pasquarelli durante palestra sobre Covid-19

A conversa serviu mais para dar um apanhado geral sobre a doença aos atletas, explicando todos os detalhes sobre a transmissão de Covid-19 e tudo que é possível fazer para evitá-la. Eles vivem de um esporte que tem muito contato, então os cuidados precisam ser redobrados. Os atletas perguntaram muitas coisas sobre o dia a dia, o que fazer quando chegar em casa, se é necessário deixar os tênis na porta da residência, etc. A ideia foi ter um bate-papo com eles e acabou sendo muito produtivo, explicou Gustavo.

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Divulgação/Santos FC)
(Crédito: Imagem de vídeo: Santos TV)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.