Há quase dois meses o Santos não sabe o que é vencer um time de Série A

         Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Jogando pela 10ª rodada do Campeonato Paulista, o São Paulo venceu na noite deste último Sábado, seu primeiro clássico na temporada 2020.
O Morumbi com seus portões fechados, totalmente vazio e sem a presença da torcida, teve como testemunhas de mais um San-São, apenas os profissionais da imprensa que foram cadastrados e autorizados para trabalhar o Clássico!

Tal medida restritiva, visa evitar eventos que contem com um grande contingente de pessoas, por conta da pandemia mundial do Coronavírus.
Mesmo sem a presença de sua torcida, o São Paulo não esqueceu em momento algum que jogava em sua casa, e portanto com a obrigação de valer seu mando, tratou de partir para cima do Santos e impor seu jogo!

O Santos por sua vez, mostrando que realmente é hoje, uma equipe que parece não trazer mais nada do que havia aprendido com seu ex treinador, tentava atrair o rival e esperar o momento correto para dar o bote!  
E foi postado dessa maneira totalmente defensiva e correndo poucos riscos, que em um contra-ataque rápido, o Alvinegro abriu o placar em uma triangulação bem feita entre os jogadores Pato Sanches, Pará, e Arthur Gomes, que finalizou a jogada fazendo aos 29 minutos da 1ª etapa, Santos 1 x 0.
Apesar da vantagem no placar, a verdade é que o Santos mais uma vez jogava um futebol covarde, um futebol de time pequeno, um futebol ao melhor estilo “Defender e jogar por uma bola” Tanto é, que até a feitura do gol aos 29 minutos do 1T, o Santos não havia dado um único chute contra a meta são-paulina.

O São Paulo por sua vez, continuava imprimindo um ritmo forte, criando seguidas oportunidades, muitas vezes desperdiçadas por falta de precisão no passe ou na finalização.
Percebendo que seu time tinha mais volume de jogo mas pecava na hora de definir a última bola, para deixar o time com mais poder de finalização e ainda mais ofensivo, o técnico Fernando Diniz sacou o defensor Bruno Alves e colocou Pablo.
A alteração surtiu o efeito esperado, e o time conseguiu mudar a história da partida!

Quatro personagens foram decisivos para o placar final.
1 – Pelo lado do Santos, o volante Jobson que infantilmente, acabou expulso após uma entrada desnecessária no Jogador Daniel Alves, e com sua expulsão prejudicou demais a sua equipe!
2 – O Goleiro Everson que falhou bisonhamente nos dois gols do São Paulo, e não inspira confiança alguma como goleiro do Santos.
3 – O treinador Santista, que também falhou nas alterações que fez, e na demora para recompor seu sistema defensivo, após a expulsão do Jobson!
4 – Já pelo lado tricolor, o personagem “Decisivo”, porém positivamente para o seu time, foi o atacante Pablo que com os dois gols que fez na partida, acabou sendo o nome do Jogo!

O curioso é que o camisa 9, aposta do técnico tricolor, até a partida contra o Santos nesta 10ª rodada, há nove que não marcava um único gol.
A última vez que o atacante Pablo havia balançado as redes adversárias, foi na primeira rodada, logo na estreia do time contra o Água Santa.
Desta vez, graças as falhas bisonhas do arqueiro Santista, e seus companheiros de defesa, Pablo precisou de apenas 21 minutos para ir às redes duas vezes.

Com a derrota no clássico com o São Paulo, o Alvinegro Praiano permanece com os mesmos  15 pontos, e agora precisará de uma vitória nos jogos finais, contra Santo André (sábado, na Arena Barueri) ou Novorizontino, para assegurar a primeira posição do Grupo A do Paulistão.
Com a expulsão, Jobson fica automaticamente suspenso para o jogo do próximo sábado contra o Santo André, às 17h (de Brasília), em Barueri.
Consciente do erro que cometeu, erro que prejudicou seus companheiros e comprometeu completamente o resultado final da partida, o volante Jobson chorou muito ao deixar a partida, e em sua conta particular nas Redes Sociais, pediu desculpas à todos!

Inconsolado o Volante Jobson chora compulsivamente ainda nas escadas que levam aos vestiário do Santos

Já escrevi sobre esse goleiro Everson e volto a fazê-lo:

Eu juro que não me conformo, como o Santos fez esse verdadeiro absurdo de contratar um goleiro fraco como esse, e pior: Pagaram R$ 4 milhões pelo jogador de 28 anos, porque o ex técnico Jorge Sampaoli, queria um atleta com qualidade nos pés!
Que Qualidade? Eu não vejo esse goleiro, acertar um passe que seja, com os pés!
Quebra todas as bolas, e quando não as coloca em poder dos adversários, em 80% das vezes coloca para fora do campo mesmo!
Em bolas aéreas, o cara é um horror!
Ou não sai nas bolas, ou quando sai, sai atrasado ou catando borboletas, como no primeiro gol do São Paulo!
No segundo gol a bola ficou cruzando a pequena área e ele só olhando!

Jesualdo Ferreira

Sobre o treinador, acho que quem acompanha o meu Blog já sabe o que penso né?
Jamais me enganei ou me deixei iludir, com algumas vitórias que andaram acontecendo, as quais eu mesmo alertei que não tinham relação alguma com uma possível evolução no trabalho do treinador!
Aliás pergunto aos amigos: De quem o Santos ganhou até agora?
Guarani, Inter de Limeira, Botafogo de Ribeirão Preto, e Mirassol?
E ainda perdemos para o Ituano, e não fomos além de um empate, contra Bragantino e Ferroviária.
Com esse senhor Jesualdo Ferreira, ainda não conseguimos nessa temporada, vencer nenhum time considerado de série A.
E quando chegar no Brasileirão, que só tem clubes nível de série A?
Continuo dizendo, que insistir na permanência dessa Comissão Técnica, é um erro que nos custará caro!
Até quando irão insistir nesse erro?

Ao contrário do ano passado, em que foi o clube que mais venceu clássicos contra o Trio de Ferro da Capital, nesse início de temporada 2020, o Santos termina a primeira fase do Campeonato Paulista sem vencer nenhum clássico.
 O Peixe foi derrotado pelo Corinthians, pelo São Paulo, e empatou em 0 x 0 com o Palmeiras.

Sem a partida que haveria na próxima terça-feira  pela Copa Libertadores, o Santos volta à campo no próximo Sábado quando receberá o Santo André na Arena Barueri.
Ainda não se sabe se será outra partida com portões fechados, ou se a exemplo do que já vem ocorrendo em outras competições, o Paulistão também será interrompido por causa do Coronavírus.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 1 SANTOS

Data: 14 de março de 2020, sábado
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo-SP
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Cartões amarelos: Tchê Tchê, Arboleda e Pablo (SPFC); Jobson e Arthur Gomes (SFC)
Cartão vermelho: Jobson (SFC)
Público e renda: Não foi permitida entrada de torcedores.
GOLS: São Paulo: Pablo, aos 7 e aos 21 minutos do 2T
Santos: Arthur Gomes, aos 29 minutos do 1T.

SÃO PAULO: Lucas Perri; Juanfran, Bruno Alves (Pablo), Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Hernanes); Antony, Alexandre Pato e Vitor Bueno
Técnico: Fernando Diniz

Assista como foi o gol do Santos

Não posso terminar a edição de hoje, sem fazer um comentário:
Tudo bem que o Santos não jogou nenhum futebol maravilhoso, que falhas individuais foram cometidas e determinaram o resultado negativo, que temos um treinador que não está à altura do Santos, e etc..
Mas que essa família “Oliveira”, é uma praga na vida do Santos, isso é!
Primeiro era o irmão Paulo César de Oliveira, que agora ´virou Comentarista!
Agora é o tal de ” Luiz Flavio de Oliveira
Não adianta que com esses caras no apito, o Santos não ganha uma partida!
Oh Zica!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *