Ele tem faro de Gol e é menino da Vila

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Nascido em Olinda, uma cidade histórica no estado brasileiro de Pernambuco, localizada na costa nordeste do Oceano Atlântico, na Grande Recife (capital do estado), Kaio Jorge Pinto Ramos (nascido em 24 de janeiro de 2002), logo cedo incentivado por seu pai, começou a jogar bola com apenas 4 anos de idade.
Ainda pequeno, deu seus primeiros passos nessa longa estrada de jogador de futebol, passando pelo Náutico e Sport.

Com a camisa do Náutico Kaio Jorge já dava suas primeiras entrevistas
Aqui com a camisa do Sport em sua trajetória no Futsal

Com nove anos, veio com a família para Santos!
Tinha apenas 10 anos de idade quando em 2012, ingressou nas categorias de base do Santos Futebol Clube.
E como dizem que “Filho de Peixe Peixinho é”, o garoto Kaio Jorge já nasceu com o futebol gravado em seu DNA.
O pai do atacante do Peixe, Jorge Ramos, também foi atacante e teve passagens por Porto-PE, Gama-DF, Sport, Petrolina-PE, Cabofriense e Chaves, de Portugal.

O talento para jogar futebol, foi rapidamente comprovado pelos treinadores da Base Santista! Tanto é, que apenas três anos após sua chegada ao Santos, em novembro de 2017, com apenas 15 anos, Kaio Jorge foi promovido para a equipe sub-20, e em menos de 1 ano, em 21 de setembro de 2018, Kaio foi promovido ao time principal.
Seus números como atacante da Base, já eram bastante expressivos, e desde cedo, já comprovaria ainda na base, sua fome de artilheiro, sempre atormentando os Goleiros adversários!

Com fome de gols desde a Base

Se ainda busca seu primeiro título como profissional do Peixe, na Base Kaio Jorge já soube o que é ser Campeão!

Como pelos lados da Vila Belmiro, já se tornou uma certeza que um raio é capaz sim, de cair várias vezes no mesmo lugar, Kaio Jorge com apenas 18 anos de idade, é mais uma das promessas, (Raios), que caíram na fábrica de talentos do Santos.
De destaque da base até a realização do sonho de marcar seu primeiro gol como profissional com a camisa do Santos, algo que aconteceu na última terça-feira, na vitória de virada do Alvinegro Praiano sobre o Defensa y Justicia pela primeira rodada da Libertadores, um dos treinadores que já passaram pelo time profissional do Santos, teve uma importância especial nesse caminho.
Quanto estava com 16 anos de idade, Kaio Jorge foi chamado pelo técnico Cuca, que de olho no talento do menino, foi o primeiro treinador a requisitar o garoto para participar dos treinos com o elenco profissional.

Cuca foi o primeiro a trazer o garoto para treinar com o elenco profissional

Quem relembra a calma e a tranquilidade com que a jovem promessa Santista, percorreu os metros que o separavam do gol que deu a vitória do peixe na estreia da Libertadores 2020, vai entender a importância que conviver com jogadores do elenco profissional, teve no amadurecimento e na conquista da confiança, demonstrada nesses poucos metros, cujos segundos devem ter parecido durar uma eternidade!

Kaio Jorge marcou seu primeiro gol oficialmente como jogador profissional do Santos, na noite de 3 de março de 2020, marcando o segundo da partida, na vitória por 2 a 1 contra o Defensa y Justicia.
Kaio Jorge passou a ser o terceiro jogador mais jovem na história, a balançar as redes pelo Santos na Copa Libertadores.
Com 18 anos e 1 mês, Kaio fica atrás apenas de Diego, autor de um gol aos 17 anos e 11 meses, e do recordista Rodrygo Góes, que marcou seu gol   na competição, com apenas 17 anos e 2 meses.
Quem sabe se não começou com esse gol, o sonho de um menino que ao chegar pequeno em Santos, na época com 10 anos, passando pelos muros do CT Rei Pelé, admirando a história do clube e de seus craques, retratada pelo Artista Plástico Paulo Consentino, disse ao Pai:
Pai, um dia vou colocar meu nome nesse muro

É mas quem hoje vê somente festa e alegria, não imagina como o caminho foi difícil, e em algumas vezes, quase teve sua trajetória interrompida!
Artilheiro da Seleção brasileira e Campeão da Copa do Mundo sub-17, nessa época com então 16 anos, a promessa Santista quase deixou o Peixe de graça, devido a um imbróglio que se arrastou por meses.

Artilheiro no Santos e na Seleção Brasileira
Campeão Mundial Sub-17

Preocupado com a repercussão e consequente valorização de seu jogador, o Santos que tinha com o atleta, apenas um vínculo de formação, correu para tentar assinar o primeiro contrato profissional do jogador!
Insatisfeitos com a proposta apresentada, valores que segundo entendimento de seu Staff, não representavam a valorização que o jogador esperava ter, as negociações demoraram meses para terem um desfecho feliz, e em um determinado momento, parecia que sua história no Santos havia chegado ao fim! Tanto que em meio à novela que se arrastava, o jogador chegou a ser afastado do elenco justamente por não ter assinado o contrato profissional, momento em que seus pais, chegaram até a escrever uma carta de despedida do clube!
Para sorte do torcedor Alvinegro, Santos e atleta chegaram a um acordo, com o jogador assinando com o Peixe até 31/12/2021, com multa rescisória de 50 milhões de euros (cerca de R$ 260 mi). O clube detém 100% dos direitos econômicos do atleta.
E é com essa multa que o torcedor do Santos conta, para espantar possíveis interessados em levar embora mais essa promessa da base, no momento em que estoura a notícia de um possível interesse de três gigantes do futebol Europeu: Juventus da Itália, Chelsea da Inglaterra, e Real Madrid, da Espanha.

Que o gol marcado contra o Defensa y Justicia, o primeiro vestindo o Manto como jogador profissional do Santos, abra uma sequência de muitos que se Deus quiser, virão através dos pés desse garoto, mais um Raio que cai na Vila Belmiro!

(Crédito: Imagem: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC)
(Crédito: Imagem: Eduardo Valim)
(Crédito: Imagem: Ivan Storti)
(foto: Divulgação/CBF)
(foto: Arquivo pessoal do Jogador)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.