Santos inicia sua caminhada na Libertadores sonhando em repetir o feito de 2011

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Quando pisar no gramado do Estádio Norberto Tomaghello, nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), o Santos que fará em Buenos Aires na Argentina, sua estreia na Libertadores da América, contra o Defensa y Justicia, terá que apagar de sua memória esse começo ruim e conturbado de início de Campeonato Paulista, e começar a reescrever do zero sua história na temporada 2020!

Estádio Norberto Tomaghello
Imagem do Estádio onde o Santos fará sua estreia na Libertadores 2020

Disputando sua 15ª edição de uma Copa Libertadores, a primeira delas disputada em 1962, quando estreou na competição, em 18 de Fevereiro, vencendo fora de casa, o Deportivo Municipal/BOL pelo placar de 4 x 3, o Santos entra no torneio, defendendo uma história gloriosa, de quem foi a primeira equipe do Brasil a conquistar a competição, a primeira equipe a conquistar o bicampeonato e a primeira equipe a conquistar o título de forma invicta, além de ter três conquistas de Libertadores em sua galeria de troféus (1962-1963-2011)

No histórico do Santos na Libertadores, o Alvinegro de Vila Belmiro conta com uma bela soma de campanhas que até aqui lhe renderam:
130 Jogos
71 Vitórias
28 Empates
31 Derrotas
251 Gols Pró
146 Gols Contra
Saldo de + 105

É do Peixe também, a marca de ser o clube que detêm a maior série de vitórias seguidas:  2007-8 vitórias seguidas!
Assim como também é, o clube que já teve o Jogador mais novo a fazer um gol na competição, (1° na história), Rodrygo Góes 17 anos, 2 meses, e 6 dias, que fez o segundo gol na vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Nacional (URU), em 2018.  
O Santos também se orgulha do seu DNA Ofensivo, tendo ainda a melhor média de gols na história do torneio, 1,93 gols / jogo

É graças a alguns números como esses, que o torcedor Santista, sempre sentirá orgulho do seu time, e independente de “Diretoria, Treinador, Elenco, ou Fase), sempre acreditará na força dessa camisa, na mística desse Manto!
Para manter a tradição de um autêntico “Tri Campeão da Libertadores”, o Técnico Português Jesualdo Ferreira, que fará nesta noite, sua estreia como treinador na Competição, muito provavelmente mandará a campo o 11 Santista com essa formação: Everson, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe (Felipe Jonatan) e Luan Peres; Madson, Evandro, Carlos Sánchez e Diego Pituca; Eduardo Sasha e Soteldo; Yuri Alberto

Felipe Aguilar, Alison, Marinho (questões físicas) e Renyer (seleção sub-17), serão os únicos desfalques para esse confronto!

Não será uma partida fácil, ganhar do Santos é sempre um fato que dá status para qualquer equipe que o faça, além do fato do Defensa y Justicia, jogar um futebol à velha moda Argentina, ou seja: “Pontapé da medalhinha pra baixo, ta valendo tudo”Fora isso, não se trata de uma equipe fraca não, além do fato da euforia de sua fanática torcida!
O Humilde Bairro de Florêncio Varela, bairro que fica na periferia de Buenos Aires, local onde fica a pequena sede do clube, está em festa!
É a primeira vez que o clube chega para disputar um torneio Sul-americano.
O Treinador, um famoso, atacante da Seleção Argentina, Hernán Crespo, está otimista quanto a conquistar um bom resultado logo mais!
Assim também esperam, os torcedores Argentinos, que esgotaram a sua carga de ingressos referentes aos 20.000 lugares do acanhado Estádio Norberto Tomaghello.

Acredito que se os jogadores do Santos, entrarem em campo com o mesmo espirito e a mesma determinação com a qual jogaram o clássico de Sábado contra o Palmeiras, podemos sim voltar à Santos trazendo na bagagem uma boa vitória!

Como diz sempre o meu amigo Celso Leite:
GO! PEIXE! GO!

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Divulgação/Santos FC)
Meu agradecimento especial, ao querido amigo e excepcional profissional, “Alexandre Ceolin”, que colabora á partir de hoje, com a confecção das tabelas de classificação, dos torneios em que o Santos estiver envolvido!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.