É cedo para estarmos preocupados? Eu temo que não!

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

O clássico mais antigo de São Paulo, chegou ao confronto de número 333 ao longo da história!
Em Campeonatos Paulistas, desde o primeiro confronto, foram 202 jogos, contando com esse realizado na manhã de Domingo, quando Santos e Corinthians se enfrentaram às 11h00 na Arena Itaquera.
Partida que aliás, o torcedor Santista certamente vai querer riscar de sua memória no calendário de 2020.

Embora possamos ”Mencionar”, alguns desfalques como: Lucas Veríssimo, Felipe Aguilar, Madson, Marinho, Arthur Gomes, Soteldo e Sánchez, (esses dois de última hora), a verdade é que o Santos, jogou um futebol ridículo, medonho, abaixo da crítica!
O pior de tudo, é que eu gostaria muito de poder chegar hoje aqui para vocês meus leitores, e dizer que: “Não existem justificativas para o futebol que vimos o Santos jogar”
Infelizmente existem sim! E não são nada animadoras!
Se na partida anterior contra a Inter de Limeira, eu havia dito que a equipe mostrou uma certa evolução, e parecia começar a assimilar as mudanças que o treinador quer implantar, ontem contra o Corinthians, voltamos a estaca zero!

Meu compromisso é com a coerência daquilo que penso, e nesse momento, não penso que o treinador Jesualdo Ferreira, tenha a mínima condição de seguir a frente do comando técnico da equipe!
Trata-se de um profissional, que não tem o entendimento necessário, Primeiro, do que é o futebol Brasileiro, suas peculiaridades e dificuldades!
Segundo: Desconhece completamente seus adversários, pois jamais os enfrentou!
Terceiro: Veio com uma metodologia de treinamentos e preparação física, baseados em suas experiências como treinador na Europa, e esquece que no Brasil, os jogadores jogam três vezes mais, do que qualquer clube Europeu que ele já tenha treinado!

Não quero me tornar chato ou repetitivo, mas o Santos não pode ter um treinador que chegou ao clube se gabando de conhecer a nossa gloriosa história, e menos de um mês depois, dá uma declaração dessas: “Seria igual se perdêssemos para outro”
Para o técnico Jesualdo Ferreira, perder para o Corinthians é o mesmo que perder para qualquer outro adversário!
“É um clássico, mas seria exatamente igual se tivéssemos perdido para outra equipe”

Não “Mister” Jesualdo! Se queres ter sucesso no Santos, e ouvir seu nome ecoando pelo estádio, é bom que aprendas desde já, que perder para Gambas, Bambis e Porquinhos, jamais será igual a qualquer outra equipe!
Aliás, eu sugiro que de hoje em diante, o Senhor escreva a seguinte frase, no quadro negro que existe dentro do vestiário do Santos:
Perder para todos: Jamais para Corinthians, Palmeiras e São Paulo“.

Ao afirmar que a derrota no clássico, não representou nada além da perda dos três pontos, o técnico do Santos demonstra total desconhecimento do futebol Brasileiro.
Quero evitar ao máximo fazer comparações, pois cada treinador tem suas ideias e concepções próprias de treinar e montar suas equipes, porém é nítida a mudança para pior!
O Santos passou de um time que com todas as limitações que possui, era ousado, valente, guerreiro, um time com brios e que passava como um rolo compressor por cima do adversário que fosse, estivesse dentro ou fora de casa!

Muitas vezes colocamos para correr, times nitidamente superiores ao nosso elenco, porque nosso comandante nos fazia acreditar, que éramos maiores do que acreditávamos ser!
Hoje o que vemos, é um time sem garra, sem alma, sem coração, sem intensidade, sem ofensividade ou volume de jogo, sem poder de reação ou recuperação, um time que não assusta ninguém!

Jogamos duas partidas, em que nossos adversários jogaram um dos tempos, inteirinho com um jogador a menos, e não tivemos força nem capacidade para tirarmos proveito disso!
E não se trata aqui, de dizer que a questão é uma mudança de filosofia de um treinador que era extremamente ofensivo, para um mais preocupado com a defesa!
Até porque, continuamos assistindo a defesa do Santos, cometer os mesmos erros de posicionamento e marcação, que cometem há anos, e parece que seja brasileiro ou estrangeiro, nenhum treinador consegue corrigir!
O segundo gol do Corinthians, a bola foi lançada para o atacante corintiano, que passou em velocidade pelo meio do miolo de zaga do Santos, porque nenhum treinador corrige essa falha primária!
Uma zaga, ainda mais sendo exposta como a zaga do Santos é, pois não temos um meio de campo pegador, não pode jamais, jogar em linha como joga!
Um dos Zagueiros, tem que jogar mais recuado, ficando na sobra!

Um das premissas do futebol, é não sofrer gols, nem nos minutos iniciais de uma partida, nem nos minutos finais! E contra o Corinthians, foi justamente o que aconteceu.
Os dois gols corintianos, foram marcados com 1 minuto de jogo no primeiro tempo, e 1 minuto de jogo na segunda etapa! Isso é inadmissível, é falta de atenção e de concentração!

Para finalizar: Estou realmente muito preocupado com o que estou assistindo do Santos, pois ao contrário do ano passado, não temos nesse ano, um treinador que demonstre ser capaz de fazer jogadores medianos, jogarem o que normalmente jamais jogariam!
Esse ano mais do que nunca, rogo que os Deuses do Futebol, protejam o Santos!
Mas que o cenário é extremamente preocupante, eu não seria honesto se negasse!   

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 x 0 SANTOS
Data: 02 de fevereiro de 2020, domingo
Local: Arena Corinthians, em São Paulo
Horário: 11h00 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Daniel Paulo Ziolli
Público e renda: 40.669 / R$ 2.355.356,04
Cartão amarelo: Janderson, Tiago Nunes, Cássio (Corinthians); Jobson (Santos)
Cartão vermelho: Janderson (Corinthians)
GOLS: Corinthians: Everaldo (1 minuto do primeiro tempo), Janderson (1 minuto do segundo tempo)
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley; Camacho (Gabriel) e Cantillo; Everaldo (Mateus Vital), Luan (Lucas Piton) e Janderson; Boselli
Técnico: Tiago Nunes

Escalação do time do Santos

Com a derrota sofrida neste Domingo, o Santos estacionou nos sete pontos, e por enquanto, ainda se mantem na posição de líder do Grupo A, pois a Ponte Preta, segunda colocada e um ponto atrás do Santos, só joga hoje a noite fora de casa contra a inter de limeira.
O próximo compromisso do time é contra o Botafogo-SP, no dia 10, na próxima segunda-feira, às 20h.

(Crédito: Imagem: PETER LEONE/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO)
(Crédito: Imagem: Arte – Departamento de Comunicação do Santos f.c.)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.