O Santos precisa decidir o quanto antes o que pretende para 2020

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Pois é meus amigos: A coisa anda feia pelos lados do Santos!

O Superintendente de Futebol, Paulo Autuori, já avisou que ao final da temporada, pega o boné e não volta para 2020.
A não ser que eu esteja enganado, o Técnico Jorge Sampaoli deve ser o próximo a pegar o beco!
Quanto a uma possível saída do treinador, penso que em virtude da situação financeira do Santos, a sua não permanência seja uma medida correta e bastante sensata!
Na posição de torcedor do Santos, é lógico que eu gostaria que o técnico Jorge Sampaoli permanecesse no clube, porém não é o meu lado “Torcedor”, portanto emocional, que está pensando, mas sim o lado racional do Comentarista!

Ter um Técnico renomado como é o caso do treinador do Santos, onde Jorge Sampaoli e toda a estrutura de profissionais que o acompanha, representam um investimento caro, só se justifica quando o clube pode lhes oferecer reais condições para conquistar títulos!
Pagar caro para um treinador considerado “Top” e uma comissão técnica numerosa, sem poder oferecer um elenco com condições de brigar por títulos em pé de igualdade com os demais rivais, me parece algo ilógico e sem fundamento algum!

Neste primeiro ano a frente do time do Santos, a falta de conquistas é até certo ponto, justificável.
Sampaoli que iniciou seu trabalho no Peixe, em Janeiro de 2019, recebeu seus últimos reforços, mais precisamente em 31 de Julho, quando o atacante Lucas Venuto (Vancouver Whitecaps-MLS), o zagueiro Luan Peres (Club Brugge-Bélgica), e o lateral direito Pará (Flamengo-Brasil), chegaram para se juntar ao restante do elenco, que também foi sendo montado ao longo das competições!

Não bastasse a dificuldade de treinar um grupo heterogêneo, inclusive “fisicamente” falando, Sampaoli ainda teve que lidar com dificuldades como se adaptar a realidade do futebol Brasileiro, e com o entendimento com a própria língua.
Os próprios reforços contratados pela Diretoria do clube, foram reforços que custaram valores elevados, mas que com pouquíssimas exceções, agregaram uma qualidade diferenciada ao elenco.
Embora no meu entendimento, principalmente neste Campeonato Brasileiro, o Santos venha mesmo com todos os problemas que enfrenta, realizando uma excelente campanha!

Não fosse por alguns pontos perdidos dentro de sua própria casa, e o Alvinegra de Vila Belmiro estaria brigando cabeça a cabeça com o Flamengo, mesmo com o clube carioca realizando um campeonato dito por todos, como: “Fora da Curva”  
Por todas essas questões, não se pode cobrar muito do treinador Jorge Sampaoli.
No entanto em 2020, já adaptado ao Santos, a cidade, e ao futebol Brasileiro, a diretoria do Santos com certeza irá cobra-lo, por títulos que não vieram neste primeiro ano!

É neste ponto que entra o Problema.
Se em 2019 o Santos gastou cerca de R$ 90 milhões para atender aos pedidos do treinador Jorge Sampaoli, e ainda assim passou o ano em branco, para o ano que vem o presidente José Carlos Peres já acenou que com dificuldades financeiras que em 2019 causaram até atrasos de salários em alguns meses, o Santos deve priorizar a utilização de jogadores da base em 2020, deixando claro que no ano que vem o Santos terá uma realidade diferente da deste ano, que foi de muito investimento. Não haverá grandes contratações.

Então diante da promessa de uma nova realidade de investimentos, recursos que serão bem mais modestos, eu pergunto aos meus leitores: Sem grandes contratações e na eminencia de ainda perder jogadores do atual elenco, jogadores que deixarão o clube gratuitamente, e outros que obrigatoriamente terão que ser transacionados para pagar dívidas e contas do clube, o que consequentemente na teoria, deixará o elenco mais fraco do que esse de 2019, vale a pena na relação “custo-benefício”, manter um treinador e uma comissão técnica caros e ainda assim sem a garantia de conquistas?  

Qual o sentido ou justificativa, para se manter uma sangria nos cofres do clube, mantendo profissionais caros, para os quais o clube não poderá mais dar o suporte necessário?
Sem poder dar ao técnico Jorge Sampaoli os jogadores caros que o Presidente já avisou que não poderá continuar investindo, não seria mais sensato investir em um treinador e uma comissão técnica, mais baratos?
Irão fazer o que? Entregar ao Sampaoli um elenco sem a mínima condição de ser nada além de simples coadjuvante dos torneios que irá disputar? Fazendo uma analogia com a Formula 1, é como se uma “Force Índia” ou uma “Toro Rosso” contratassem o Lewis Hamilton, pagassem uma grana preta, para ter um piloto de ponta e dessem uma carroça para ele dirigir! Qual a lógica ou o sentido disso? Vou continuar pagando caro para um treinador, sem poder lhe dar um time para ser Campeão?
Então é melhor cortar logo essa sangria e contratar um bom treinador, mas que se enquadre na realidade financeira do clube!

O Próprio Sampaoli já declarou que sabe que a partir de 2020 será cobrado, e também disse que sabe que o Santos  precisa diminuir o orçamento porque vai ter inconvenientes econômicos. Ainda não tenho claro”, disse Sampaoli.
“Preciso ter claro o que clube quer fazer no próximo ano, o que quer fazer comigo, um planejamento com tempo. Se puder ser útil ao Santos no projeto que vem, estarei. Se não puder ser útil no que o clube quer fazer, não estarei”, esclareceu o treinador.

Para finalizar, eu já disse e volto a repetir: A Diretoria vai deixar para a última rodada do Campeonato Brasileiro, começar a pensar na programação do ano que vem?
Quando irão decidir o planejamento e as prioridades para 2020?
Quem será o Treinador caso Jorge Sampaoli não fique para 2020?
Já pensaram em possíveis reforços e reposição de peças, para substituir os jogadores que deixarão o clube?

Tudo isso precisa ser decidido o quanto antes, ou o Santos já começará a próxima temporada, atrasado em relação aos rivais que já estão fortes, e mesmo assim já estão se mexendo no mercado em busca de se reforçarem ainda mais, e periga de quando o Santos começar a se mexer, só encontrar “Refugos”  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.