Santos “acorda” na segunda etapa e vence o ceará

Enfrentar em casa um adversário que flerta com a zona do rebaixamento, um adversário que faz uma campanha péssima cujo único objetivo, é escapar do descenso e se manter na Série A do Campeonato Brasileiro, parecia na medida para um Santos que continua sonhando no mínimo com a reconquista da segunda colocação na tabela!

Parecia! Isso antes do serviço de som da Vila Belmiro, anunciar a escalação do Santos!

Mais uma vez o treinador Santista optou por ao invés de fazer o simples, inventar!

Em sua 53ª partida como comandante do Santos, Sampaoli escalou o 51ª time diferente.

O Santos foi a campo e começou a partida sem nenhum lateral de ofício, nem na esquerda nem na direita, o que não demorou muito para todos que estiveram na Vila Belmiro, perceberem que nitidamente não deu certo!

Quem entende um pouquinho de futebol, sabe que são os laterais que dão opção de saída de bola e transição para o ataque, o que ficava visível ser uma das dificuldades do time pois além de entrar sem laterais, Sampaoli ainda colocou dois caras lentos, um zagueiro na lateral direita, (Lucas Veríssimo), e o outro um meia, (Diego Pituca), para jogar de lateral esquerdo.

Resultado: Os dois correram como loucos, e perdem todas as disputas em velocidade para os atacantes adversários que no primeiro tempo, chegavam na linha de fundo e cruzaram bolas à vontade!

Perdido em campo e sem conseguir levar perigo a defesa do Ceará, que mais bem distribuído em campo continuava anulando qualquer tentativa ofensiva do Alvinegro Praiano, o Santos viu aos 17 minutos de jogo na primeira chegada mais perigosa do Ceará, o atacante Lima fazer um golaço de fora da área, o primeiro após seu retorno a clube!

Na volta do time para a segunda etapa, o técnico Jorge Sampaoli parece que se deu conta da burrada que fez, e consertou o time que estava todo desarrumado, entrando com dois laterais de ofício: Pará na direita e Jorge na esquerda!

Detalhe: Foi obrigado a Queimar duas substituições, para arrumar erros infantis!

Daí em diante, com uma formação mais próxima do “Normal” e sem “Invencionices”, o Santos se reencontrou em campo e passou a jogar aquele futebol condizente com quem joga em casa em busca da vitória!

Foi quando aos 10 minutos da segunda etapa, Pato Sánchez cruzou uma bola na medida na cabeça do atacante Sasha que entre os Zagueiros do Ceará, subiu mais alto e testou a bola no canto alto do goleiro Diogo, que sem ter o que fazer só acompanhou a bola estufar suas redes!

Depois do empate, o Santos se mandou de vez para o ataque e depois de algumas oportunidades, a pressão do ataque Santista surtiu efeito, e aos 38 minutos, em outra participação decisiva do uruguaio Sánchez que deu outra bela assistência, Gustavo Henrique de cabeça virou o placar para o Santos!

Em uma noite muito mais de “Transpiração” do que “Inspiração”, o Santos deixou a desejar e fez apenas o básico do básico para conquistar uma vitória que deveria ter sido obtida de maneira fácil, mas quase se complica por invenções desnecessárias de seu treinador!

FICHA TÉCNICA
Santos 2 x 1 Ceará
Data: 17 de outubro de 2019 (quinta-feira)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Público e renda: 7.804/R$ 305.445,00
Cartões amarelos: Santos: Carlos Sánchez, Jobson e Gustavo Henrique. Ceará: William Oliveira, Thiago Galhardo, Samuel Xavier e Fabinho

GOLS:
Santos: Eduardo Sasha e Gustavo Henrique, aos 10 e 38 minutos do 2T;
Ceará: Lima: aos 17 minutos do 1T.
SANTOS: Everson, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Luan Peres (Jorge); Carlos Sánchez, Jobson (Pará), Evandro (Jean Mota) e Diego Pituca; Tailson, Soteldo e Eduardo Sasha
Técnico: Jorge Sampaoli
CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Luiz Otávio, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho (Valdo), Pedro Ken, William Oliveira e Felipe Baixola; Thiago Galhardo (Juninho Quixadá) e Lima (Bergson)
Técnico: Adilson Batista

Vai para o meia Pato Sanches, que com duas assistências perfeitas, teve participação direta nos dois gols do Santos!

Vai mais uma vez para as invencionices do técnico Jorge Sampaoli, que escalou o Santos com uma formação completamente equivocada, e depois foi obrigado a queimar duas alterações só para corrigir seu erro!

Assista como foi a vitória do Santos sob o Ceará
Acompanhe a Coletiva do Treinador Santista após a vitória frente ao Ceará

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.