Torcida Jovem faz 50 anos e Presidente do clube ignora o fato

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Na última quinta-feira (26), a torcida organizada mais antiga do Santos Futebol Clube, fez aniversário, comemorando mais um ano de sua existência!

E não estamos falando de qualquer aniversário não! Afinal de contas, não é todo dia que uma torcida tão apaixonada como é a “TORCIDA JOVEM”, pode ter a honra e o prazer de comemorar 50 anos amor, alegrias, e muita luta ao lado do Alvinegro mais famoso do Mundo!

A mais antiga e tradicional associação organizada de torcedores do Santos, a “Torcida Jovem” (TJS) completou recentemente, 50 anos de existência e história, em um cinquentenário construído com base no genuíno amor que meninos de 12 e 13 anos de idade, tinham pelo clube,  algo que só cresceu cada vez mais, e se fortaleceu ao longo dos anos!

Tudo começou quando naquele abençoado pelo destino, dia 26 de setembro de 1969, um grupo de 13 garotos, moradores no Bairro do Brás, contrariando a vocação Palestrina de um bairro iminentemente povoado pela Colônia Italiana, não se intimidaram, e juntos e fiéis a paixão pelo Santos, “Cosmo, Celso Jatene, Mestre Pedrão, China, Chacrinha, Magrão, Zuca, Almir e outros”, fundaram oficialmente a “Torcida Jovem”, a primeira torcida Santista, a ser criada, curiosamente, por garotos de uma cidade que não a do clube.

Garotos que na ocasião, causavam admiração nos torcedores rivais, pois ainda em pequeno número se comparado aos dias de hoje, faziam barulho! E que barulho e festa, faziam aqueles meninos que desde 1966, juntos compareciam aos jogos do Santos na capital paulista.

Reza a história, que o marco que impulsionou a decisão definitiva de criar a torcida, foi uma excursão vitoriosa do Peixe pela Europa, quando no retorno da delegação santista ao Brasil, o grupo dos 13 garotos criou a Jovem!

E não é que a Torcida Jovem já nasceu “Pé Quente”?

Logo na primeira vez que uma caravana da Torcida Jovem saiu do Largo Paissandú rumo ao Maracanã para acompanhar o Santos, a partida não poderia ter sido mais especial e inesquecível. Naquele 19 de novembro, Pelé marcou seu milésimo gol, em uma vitória do Peixe, fora de casa, em cima do Vasco.

A primeira sede social da Torcida Jovem ficava no bairro do Brás, e foi a própria casa do nosso querido Cosmo Damião, que desde 1999, é o presidente de honra da torcida!

 De lá, ela foi para o centro de São Paulo, passou por alguns outros locais até chegar ao lugar que hoje é a instalação oficial da TJS, localizado na Zona Leste.

Atualmente, a Torcida Jovem conta com mais de 50 mil associados em seu quadro e agrega pessoas das mais diferentes origens, não fazendo distinção de classe social, raça, gênero e tampouco de religião. Dentro da torcida, há um departamento feminino, que estimula a presença de mulheres santistas nos estádios e a participação delas em assuntos ligados ao Alvinegro.

A História da Torcida Jovem”, é tão importante, que por conta de seu Jubileu de Ouro, (50 Anos), recebeu em Sessão Solene na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), uma homenagem que teve o apoio do deputado Caio França (PSB) que, além de apaixonado pelo clube alvinegro, também fez questão de ressaltar o cunho social da torcida organizada. “Eu como conselheiro do ‘peixe’, um apaixonado, fiz questão de valorizar toda a história que ele tem, como a escola de samba que envolve cultura e vários projetos sociais que a Torcida Jovem tem como aulas de práticas esportivas, percussão. Faz bem à comunidade”, ressaltou o parlamentar.

Torcida Jovem sendo homenageada em Sessão Solene da Assembleia Legislativa

Resolvi escrever este texto do Blog de hoje, para fazer uma humilde e singela homenagem a “TORCIDA JOVEM”, e em especial ao amigo Cosmo, que conheci quando eu ainda era pequeno, lá na Praça Pérola Byington – Bela Vista.

Aliás, é impossível falar de “Torcida Jovem” sem mencionar também, a história do nosso Vice-presidente Orlando Rollo, que independente de qualquer divergência política que o leitor possa ter, não dá para negar a história desse rapaz dentro da Torcida!

Infelizmente, como torcedor do Santos Futebol Clube e como jornalista também, me entristece e muito, que uma Associação como é a “Torcida Jovem”, que muito mais do que acompanhar o nosso Santos em todos os lugares onde o Santos vá, tanto que seu lema é: “Com o Santos onde e como ele estiver”, desenvolve inúmeras Ações Sociais, não tenha até a data de hoje dia 02 de outubro de 2019, recebido do Presidente do Clube, senhor José Carlos Peres, um único e simples “Telegrama” que fosse, parabenizando uma torcida que faz e já fez pelo Santos, o que ele como Presidente jamais fez ou fará!

É lamentável ver que até a Assembleia Legislativa da cidade de São Paulo, reconheça o valor e a história da “Jovem” enquanto o Presidente do próprio Santos, mesmo convidado para as festas e solenidades em homenagem a torcida, nem se dignou a responder, ignorando até aqui, os 50 anos de aniversário de fundação e existência da “Torcida Jovem”

Ainda da tempo Presidente! Mesmo que seja para dar uma das suas desculpas esfarrapadas, como aquela da “Imigrantes fechada” . 

Bandeirão da TJS sendo exibido durante partida do Campeonato Brasileiro, este ano (Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.