Fora de casa Santos bate o Coritiba e vence a primeira partida com o treinador Lisca

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Nesta segunda-feira (08) o Santos esteve em Curitiba, e enfrentando os donos da casa no estádio Couto Pereira, venceu a equipe paranaense pelo placar de 2 a 1.
Com gols marcados por Madson e Ângulo, jogando fora de casa pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Alvinegro Praiano conquistou três pontos importantíssimos, saindo de Curitiba com a primeira vitória sob o comando do treinador Lisca. Léo Gamalho fez para os donos da casa.
Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Lisca chega a 30 pontos conquistados, e na nona colocação, fica nesse momento a apenas três pontos do objetivo traçado pelo treinador, que é entrar na zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores.

Após essa vitória fora de casa, com a chegada da delegação previsa para início da tarde da terça-feira no CT Rei Pelé, os jogadores ganharão um descanso e se reapresentam na quarta-feira. Já os jogadores que não foram relacionados para a partida e nem viajaram com a delegação, esses trabalham normalmente, assim como os recém contratados Luan e Nathan que chegaram na última sexta-feira, e não viajaram para Curitiba pois não estavam inscritos no BID da CBF.
O Santos agora volta a campo somente na noite do próximo domingo (14), quando às 18h00 (de Brasília), visita o América-MG, no estádio Independência, pela 22º rodada

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 2 SANTOS

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 08 de agosto de 2022 (segunda-feira)
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG-Fifa) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Hernán Pérez, Willian Farias e Alef Manga (Coritiba)
Cartões amarelos: Maicon, João Paulo e Lucas Braga (Santos)
GOLS: Léo Gamalho, aos 11 do 2ºT (Coritiba); Madson, 1 do 2ºT  e Angulo, aos 47 do 2ºT (Santos);

CORITIBA: Alex Muralha; Matheus Alexandre (Natanael), Henrique, Luciano Castan; Guilherme Biro, Willian Farias, Bruno Gomes, Trindade (Thonny Anderson); Hernán Pérez (Nathan), Alef Manga (José Hugo) e Léo Gamalho (Adrián Martínez)
Técnico: Gustavo Morínigo

SANTOS: João Paulo; Madson, Maicon, Bauermann e Felipe Jonatan; Rodrigo Fernández, Zanocelo (Bruno Oliveira) e Sánchez (Balieiro); Lucas Barbosa (Ângelo), Marcos Leonardo (Angulo) e Lucas Braga
Técnico: 
Lisca

PITACOS DO BERTOLDI

Pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos venceu o Coritiba por 2 a 1, fora de casa, a primeira vitória da equipe, na terceira partida do Santos sob o comando do técnico Lisca!

Bom: O que eu gostaria de comentar é que na minha opinião, pelo que pude perceber nesses três primeiros jogos do Santos após a mudança no comando técnico da equipe, é o fato de que com a chegada do novo treinador em substituição ao “Fábian Bustos”, já é possível perceber algumas mudanças na maneira de jogar da equipe!
Ao contrário do que vinha ocorrendo, quando antes da chegada do técnico Lisca, o time do Santos era um amontoado de jogadores que dentro de campo, corriam desordenadamente, cada um pegando a bola e tentando resolver sozinho, sem padrão de jogo, sem desenho tático, uma bagunça pior do que a de um quarto de solteiro.

Hoje já vejo o time mais bem postado, melhor distribuído dentro de campo, e muito mais compactado com jogadores jogando mais próximos uns dos outros, especialmente no que diz respeito a fechar melhor os espaços no meio de campo e na defesa, setores do campo onde víamos enormes clarões, buracos que não vemos mais!

Outro aspecto que merece uma observação, diz respeito a confiança e auto controle emocional da equipe!
O Santos ultimamente, vinha se portando como uma equipe pequena, frágil, um time que quando conseguia um gol, saindo na frente no placar, instintivamente se fechava na defesa, recuando todo, em busca de garantir o magro resultado, e quando sofria o empate, sabíamos que o revés era inevitável, tamanho era o descontrole emocional que tomava conta da equipe!      

É visível que além de uma nítida evolução no quesito “Marcação”, também vejo o time demonstrando um equilíbrio emocional, que em duas oportunidades, (Dois jogos), fez os jogadores mostrarem um poder de reação, que antes não havia.
Sem contar que o time deixou de se contentar com uma superioridade mínima no placar, e parece ter readquirido o apetite por gol.
Três semanas ainda é um período muito curto para uma analise mais aprofundada e definitiva, e sei que muitos erros e falhas que vinham acontecendo há um bom tempo, precisam ser corrigidos!
Porém baseado nos anos que acompanho futebol, tanto como torcedor, como profissionalmente, uma coisa eu já posso afirmar com bastante segurança: O Santos agora voltou a ter um treinador de verdade!

Acompanhe os Gools do Santos

Entrevista Coletiva após a partida

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Divulgação/Santos FC)
(Crédito: Imagem: SantosTV/Divulgação/Santos FC)

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.