Uma das últimas joias da base Santista Kaio Jorge é mais um investimento perdido

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Kaio Jorge Pinto Ramos, mais conhecido como Kaio Jorge, é mais um jogador criado nas categorias de base do Santos Futebol Clube, que após anos de investimentos na formação do jogador, encontra-se nesse exato momento entre duas opções que certamente não foram as sonhadas pelas “Diretorias” que passaram pelo clube, enquanto o garoto desenvolvia seu futebol nas categorias inferiores!

Nascido em Olinda, Kaio Jorge começou jogando futebol no Náutico, no futsal, com apenas 6 anos. Ainda muito jovem, ganhou inúmeros títulos em todas as categorias juvenis no futsal do clube, além de marcar mais de 100 gols!
Kaio Jorge chegou no Santos em novembro de 2012, com apenas 10 anos de idade, entrando para as categorias de base no ano seguinte, 2013. Logo em seu primeiro ano pelo Peixe, marcou 17 gols em 16 jogos, sendo de cara, considerado um prodígio, uma nova joia a ser lapidada no CT Rei Pelé
O futebol apresentado pelo garoto que desde muito novo, mostrava ser diferenciado, era tão acima da média, que em 2017, com apenas 15 anos, foi promovido para o time Sub-20.
Tamanho desempenho não passou desapercebido dos olhares da CBF, (Confederação Brasileira de Futebol), e Kaio Jorge passou a ser figura constante nas convocações para disputas de torneios de base, tornando-se Campeão Mundial Sub-17.

Outras marcas importantes também chamam a atenção como:

  • Estar entre as 50 melhores revelações do futebol mundial em 2021: 18° lugar
  • Gol mais rápido feito por um brasileiro na Libertadores (11,4 segundos)

Não é por acaso que perante o potencial do jogador, depois de desgastantes meses de negociações, em janeiro de 2019 Kaio Jorge assinou seu primeiro contrato profissional com o Santos, com vínculo válido até janeiro de 2022, com o Alvinegro Praiano mantendo 100% dos direitos econômicos e multa rescisória 50 milhões de euros, cerca de (R$ 305 milhões) na cotação atual.
Se nessa época, o cenário era tão promissor quanto as expectativas de ganhos futuros com a valorização do jogador, hoje dois anos e meio depois, o Santos se vê na absurda e inimaginável situação de estar frente a duas únicas opções:

  1. Aceita uma compensação financeira de Dois milhões de euros, cerca de R$ 12 milhões, para liberar o jogador imediatamente.
  2. Ou mantem o jogador preso até o final do contrato, e em Janeiro de 2022, Kaio Jorge sai livre pela porta da frente da Vila Belmiro, deixando para trás, anos de investimentos do clube em sua formação, e nenhum centavo de ressarcimento! Nem ao menos um título estadual que seja!

Vamos agora explicar ao leitor e torcedor, como, de que maneira, essa situação chegou a esse extremo!  
Porém: Antes de chegarmos na situação atual em que aparentemente, o presidente Andrés Rueda parece estar de mãos atadas, precisamos voltar no tempo, pelo menos sete meses atrás, quando ainda sob a gestão do ex-presidente Orlando Rollo, algumas medidas do “Comitê de Gestão” ficaram claramente encaminhadas, dependendo apenas de uma continuidade por parte da nova Diretoria, que na ocasião logo assumiria o clube!

Como os leitores poderão observar, as tratativas e encaminhamentos dados pelo ex-presidente Orlando Rollo, inclusive referente a renovação de contrato do jogador Kaio Jorge, estão claras e documentadas em Ata da reunião do Comitê Gestor datada de 17-12-2020

Após ficar bem claro, que de 17-12-2020 até o dia de hoje, houve bastante tempo para que o presidente Andrés Rueda, tivesse dado encaminhamento as tratativas de renovação do contrato do atacante Kaio Jorge, vamos agora atualizar os leitores, sobre em que pé está essa situação.

Podendo por Lei, assinar um Pré Contrato com qualquer clube, desde que faltando seis meses para o término de seu vínculo atual, não for de interesse do atleta, permanecer no clube em que se encontra, o jogador pode cumprir ou não seu contrato até o último dia, ou ser liberado mediante acordo!
No momento, tanto o Santos Futebol Clube quanto o jogador Kaio Jorge, tem em mente vontades e objetivos bem distintos!
O Santos diante da recusa de seu jogador em renovar seu contrato atual, na eminência de perder seu patrimônio sem ganhar nada, correu para conseguir ainda dentro do período de seis meses, (Tempo que ainda resta de contrato com o Kaio Jorge), tentar negociar o jogador, e obteve êxito em sua tentativa.

Na última segunda-feira (26), o Santos recebeu uma proposta do futebol português vinda do Benfica, que ofereceu pelo jogador, além de uma quantia em dinheiro, três milhões de euros, (R$18 milhões), envolver jogadores na transação, dentre eles o lateral-direito Gilberto, que trabalhou com Fernando Diniz no Fluminense em 2019.
O técnico do Benfica Jorge Jesus, vê com bons olhos a negociação e o Santos mais ainda, tanto que aceitou a proposta pelo atacante.

Tudo terminaria para o Santos, bem longe de embolsar uma multa rescisória de 50 milhões de euros, cerca de (R$ 305 milhões), mas ao menos, o prejuízo de ficar sem nada deixaria de existir!
Agora é que como dizem lá no interior, “A Porca torce o Rabo”
O empresário Giuliano Bertolucci, que cuida do gerenciamento da carreira do jogador Kaio Jorge, assim como também de outros jogadores do próprio Santos como: Sandry, Kaiky,Vinícius Zanocelo, também estava analisando propostas de dois clubes italianos: Milan e a Juventus
Como a preferência do jogador recai  sobre o futebol Italiano, mercado de maior visibilidade do que o futebol Português, o jogador que vale lembrar: “Já pode assinar um pré contrato com quem quiser” fez valer a sua vontade de ir para a Juventus, e tanto as bases salariais como o tempo de contrato, já foram acertados entre as partes.
A ida do jogador brasileiro para a Juventus, já pode ser conferida inclusive nos periódicos da imprensa italiana.

Com o Benfica descartado pelo próprio jogador, e o eminente acerto com a Juventus da Itália, como mencionei no começo, restaram nesse momento, duas opções ao Alvinegro de Vila Belmiro:

  1. Aceita uma compensação financeira de dois milhões de euros, cerca de R$ 12 milhões, oferecida pela Juventus para liberar o jogador imediatamente.
  2. Ou mantem o jogador preso até o final do contrato, e em Janeiro de 2022, Kaio Jorge sai livre pela porta da frente da Vila Belmiro!

É sempre bom ressaltar, que caso a Juventus aguarde até dezembro, período em que se encerra o contrato do Kaio Jorge com o Santos, o clube Italiano não precisará pagar um único centavo para ficar com o jogador!
Porém não é essa a vontade nem do empresário nem do jogador, que querem que o clube italiano deixe ao menos alguma compensação financeira ao Santos, como forma de reconhecimento pelo que o clube investiu em sua formação.
A Pergunta que fica nesse caso, é a seguinte, e deixo para os leitores refletirem: Gestão de futebol, prevê o entendimento específico do futebol, algo que o próprio presidente do Santos, declarou não entender!
Vimos claramente descritos em Ata de uma reunião do Comitê Gestor, que o ex-presidente Orlando Rollo, deixou a renovação de contrato do jogador Kaio Jorge, encaminhada!
O Presidente Rueda, que desde então teve sete meses para concluí-la, não fez porque não quis, ou porque não soube conduzir a renovação de contrato?

Independente do motivo, o que ficará mais uma vez registrado de maneira negativa na história do Santos, é o fato concreto do clube abrir as portas de suas divisões de base, receber um garoto de 10 anos de idade, vindo de fora da cidade, e depois de nove anos, investindo na sua formação como pessoa e jogador, ver o mesmo deixando o clube sem que o Santos seja ressarcido por tudo o que investiu. 

Ainda que aceite receber a “Compensação” que o jogador e o próprio empresário, estão tentando conseguir junto ao clube italiano, o valor não passa de uma ridícula e humilhante esmola! 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.