A Gestão Peres e a farra do Boi com o Cartão Corporativo

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Se alguém ainda tinha dúvidas a respeito dos motivos que levaram o Santos Futebol Clube a situação em que se encontra, é difícil que de agora em diante, continue tendo!
Além da completa incompetência demonstrada na condução do clube mais famoso e vitorioso do planeta, hoje sabemos que a “Farra do Boi” com o dinheiro do clube, corria solta!

José Carlos Peres chamado de “Zé Corporativinho”, ganhou até um mascote que faz muito sucesso nas Redes Sociais.

E o pior é que o senhor José Carlos Peres, afastado da presidência do Santos Futebol Clube pelo Conselho Deliberativo, sob acusações de “Gestão Temerária” desde 29 de Setembro de 2020, não pode negar essa “Farra do Boi” com o dinheiro do Santos, pois além de documentos provando gastos indevidos, existe também o testemunho de um de seus “Serviçais”, um rapaz de nome “Renan Félix”, Motorista do clube mas que segundo consta, também trabalhava como Motorista particular do senhor Peres, que em depoimento registrado em ata notarial de 13 de novembro, relata ter ouvido do próprio presidente (Agora afastado), a justificativa de que por trabalhar de graça para o Santos, (Presidente não recebe remuneração), ele José Carlos Peres, teria direito de usar esse dinheiro para seus gastos pessoais.

Renan Félix, afirma que o departamento financeiro lhe dava um valor que variava de R$ 500 a R$ 1.000 todos os dias para despesas diversas. Putz! 
Mas no que o presidente gastava de R$ 500 a R$ 1.000 todos os dias?
De acordo com o depoimento do senhor Renan Félix, havia uma espécie de “Caixinha, que por vezes era utilizada para comprar produtos e pagar contas de ordem pessoal do presidente Peres”.  

Por conta dessas irregularidades, o comitê de gestão do Santos protocolou na última terça-feira (17), no conselho deliberativo do clube, uma representação contra o presidente afastado, José Carlos Peres, pedindo uma investigação sobre o uso dessa tal “caixinha” a que funcionários ligados ao dirigente teriam direito, assim como o uso do cartão corporativo.

O presidente do Conselho Fiscal, Senhor Norberto Moreira da Silva, já havia solicitado em junho deste ano, período em que o presidente Peres ainda estava no cargo, a apresentação das notas fiscais justificando gastos na ordem de R$ 158.519,68, gastos realizados pelo presidente, seu motorista e segurança.

Do relatório que aponta item por item dos gastos com cartão corporativo entre 2018 e 2020, R$ 54.142,22 foram usados para alimentação, sendo que desse montante, R$ 41.697,69 foram gastos em churrascarias.

Compras no valor de R$ 4.783,75, foram feitas em lojas de roupas femininas, R$ 4.099 pela internet e R$ 275 sob a rubrica “igreja”, entre outros gastos.

A diretoria do Santos afirma que em 18 de dezembro de 2018 foram gastos R$ 2.128,26 em lojas do Shopping Bourbon, na zona oeste da capital paulista, especializadas em brinquedos, sapatos, empório de bebidas e vestuário infantil e feminino.

Foram gastos no mesmo local R$ 1.527,96 em 31 de dezembro. “Nota-se que é véspera de Ano-Novo e data em que não houve expediente no clube”, diz o relatório.

Foi identificada, no dia 24 de janeiro de 2019, uma compra em loja de roupas de gala. Dois dias depois, gastos em salão de beleza feminino. Os dois itens somaram R$ 2.952.

O detalhe que chama a atenção nestes gastos do dia 24 e 26, é que coincidentemente, no dia 26 de janeiro, a Cidade de Santos comemora seu aniversário, quando anualmente o Baile Oficial da cidade é realizado.

Não bastassem esses gastos particulares com um “Cartão” que sendo “Corporativo”, tem como finalidade ser usado apenas em casos emergenciais do clube, sem revelar a data em que o fato ocorreu, o motorista do Santos que também era motorista do Peres, afirmou que José Carlos Peres fez uma viagem para Campos do Jordão, em uma BMW que seria de uso exclusivo do clube, e usou o dinheiro das despesas diárias, (A tal caixinha), para pagar o jantar de toda a família.

No próximo Domingo dia 22 de Novembro, a partir das 10 horas, o Conselho Deliberativo do Santos FC irá realizar, no Ginásio Athie Jorge Coury, na Vila Belmiro, a votação do parecer da CIS (Comissão de Inquérito e Sindicância), sobre o Parecer 05.20-CI, aprovado pelo Conselho Deliberativo em 05/11/2020, referente ao impeachment  do Presidente do Comitê de Gestão, José Carlos Peres.

Vote pelo impeachment!
Vote pelo bem do Santos!

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.