A verdade por trás dos fatos

Alô Nação Santista! Saudações Alvinegras!

Jogando pela 37ª rodada, a penúltima do Campeonato Brasileiro, o Santos enfrentou o Athletico-PR na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada em Curitiba, sendo derrotado pelo placar de 1 a 0.
Com essa derrota, o alvinegro praiano desperdiçou uma excelente oportunidade de confirmar o segundo lugar do Brasileirão, e agora volta suas atenções para o que irá acontecer no dia de hoje, quando seu rival na luta pelo vice-campeonato brasileiro, palmeiras, joga logo mais com o Goiás em Campinas.

O Santos permanece com seus atuais 71 pontos, três a mais do que o rival paulista, e agora torce ao menos por um empate entre Palmeiras e Goiás.
Na rodada final, a 38ª os santistas recebem o Flamengo, domingo, às 16h, na Vila Belmiro, em quanto o Palmeiras terá pela frente, o quase rebaixado Cruzeiro, que joga sua vida e permanência na (Série A), precisando vencer o Palmeiras em casa.

Infelizmente o Santos conseguiu complicar a conquista de um vice-campeonato que apesar de ainda estar em suas mãos, dependendo ainda, somente de si mesmo, com a derrota de ontem o obriga agora a ter de vencer o Flamengo na Vila Belmiro na última rodada!
Só para lembrar:
O Athlético Paranaense entrou em campo para enfrentar o Santos, com 5 desfalques no seu time titular.
O lateral Khelven, o volante Léo Cittadini, o meia Nicão, o atacante Vitinho, e o volante Bruno Guimarães, que jogou o campeonato inteiro e hoje entrou para atuar apenas os minutos finais, para se despedir do torcedor pois está indo embora do clube.

Não vou me ater ao jogo em si, mas ao que venho comentando e alertando há muito tempo aqui no Blog, e os amigos que prestigiam meus comentários, sabem que é verdade.
O Casamento, a parceria, ou seja lá a denominação que queiram dar, entre Santos Futebol Clube e o Treinador Jorge Sampaoli, está nitidamente degastado e ainda conta apenas como “Padrinhos” fervorosos, que ainda torcem para um “Felizes para Sempre”, apenas os torcedores!

Sei de fonte segura, que trabalhar com o Presidente José Carlos Peres, é coisa para quem nasceu com o dom de um dia ser “Canonizado”.
Porém sei de fontes mais seguras ainda, que muitos dentro do CT Rei Pelé, não suportam mais trabalhar com o treinador Santista.
O discurso politicamente correto do “Fica Sampaoli”, partindo de jogadores do elenco, não atinge a todos não, e o desejo por sua permanência, não seria assim uma “Unanimidade” digamos assim!
Diversos fatores vêm ao longo do tempo, se acumulando como a insatisfação dos jogadores com algumas atitudes recorrentes do treinador Santista, dentre elas, mais uma atuação desastrosa do time e consequente derrota ontem para o Furação, que pode e deve ser contabilizada diretamente na conta do Treinador!!!

No momento em que o Santos tinha a faca e o queijo nas mãos para poder sacramentar com uma simples vitória por qualquer contagem mínima, a conquista antecipada do vice-campeonato, o Técnico Jorge Sampaoli decide novamente, inventar na escalação do time, transformando o Santos em uma verdadeira Salada!
Sampaoli entrou em campo, sem nenhum atacante de referência no comando de ataque, função que há vários meses vem sendo feita pelo atacante Eduardo Sasha, que ficou como opção de banco! Em seu lugar o comandante Santista escalou Jean Mota.
Lucas Veríssimo ficou de fora, dando lugar ao atrapalhado Felipe Aguilar que ficou incumbido de atuar do lado direito da defesa, em quanto Luan Peres, foi mais uma vez, improvisado como lateral esquerdo, função na qual não tem a mínima afinidade, e velocidade para atuar!
Outro que ficou fora do confronto, foi o meio campista Pato Sánchez, que deu lugar ao meia canhoto, Diego Pituca.

O resultado dessa bagunça em campo, não poderia ser outro que não mais uma derrota, e desta vez, na pior hora possível.
A teimosia do treinador Santista, já nos custou inúmeros resultados negativos, e sempre colhidos em jogos que se tivéssemos entrado em campo com uma formação mais tradicional, mais arroz com feijão, cada um na sua posição correta, com certeza teríamos obtido outro tipo de resultado!
Aliás: Analisando os fatos recentes, chego a conclusão de que infelizmente, quando o técnico do Santos andou acertando nas escalações, escalando cada jogador em sua real posição, sem inventar moda, aquilo não era o Sampaoli aprendendo com os erros cometidos, mas sim, uma determinação ou orientação como queiram, do Superintendente Paulo Autuori.
Só pode ser porque coincidentemente, bastou o Autuori sair, que as “Invencionices” do Sampaoli voltaram com tudo!

Acompanhem o levantamento que fizemos, dos jogos em que o Santos foi derrotado sempre que atuou com (Três Zagueiros), uma inexplicável obsessão do “Jorge Professor Pardal Sampaoli”:

CSA 0 X 0 SAN Jogou com 3 Zagueiros
PAL 4 X 0 SAN Jogou com 3 Zagueiros
SAO 3 X 2 SAN Jogou com 3 Zagueiros
CRU 2 X 0 SAN Jogou com 3 Zagueiros
SAN 1 X 1 CAP Jogou com 3 Zagueiros
FLA 1 X 0 SAN Jogou com 3 Zagueiros
FLU 1 X 1 SAN Jogou com 3 Zagueiros
CAM 2 X 0 SAN Jogou com 3 Zagueiros
FOR 2 X 1 SAN Jogou com 3 Zagueiros
CAP 1 X 0 SAN Jogou com 3 Zagueiros

Contabilizando Somente essas partidas no Campeonato Brasileiro, chegamos a soma de apenas três pontos conquistados em 10 jogos!
Ou seja: Dos 30 pontos disputados, jogamos fora 27.
Todos por conta de falhas cometidas atuando com três Zagueiros!

 Ah mas aí vem a desculpa dos torcedores que idolatram o treinador Santista: “Se não fosse o trabalho do Sampaoli, estaríamos em sexto, sétimo ou oitavo lugar, pois o time é meia boca. Sampaoli tirou leite de pedra”.
Mas como assim “Elenco meia boca”?
Um elenco que gastaram R$ 90 Milhões para montar, é “Meia Boca”?
Então tem alguma coisa errada aí!

A verdade é que o torcedor tem complexo de vira lata! Tudo que é de fora é melhor! Mentira! Torcedor que fica de muito “mi mi mi” que o Sampaoli é isso, que o Sampaoli é aquilo, que ninguém faria melhor com um elenco desses, então anotem aí, que vou lhes refrescar a memória:
Vocês que acham que o Sampaoli tem esse mérito todo, eu lhes provo que estão equivocados.
Antes da atual temporada, houve outra ocasião em que a equipe tinha alcançado essa mesma marca de 70 e poucos pontos, o que aconteceu na edição de 2016, quando o clube também ficou na segunda colocação e teve um dos melhores desempenhos na era dos pontos corridos.
Sabem quem era o treinador que fez campanha praticamente idêntica ao Sampaoli que todos acham o Máximo? “Dorival Jr” meus amigos!
E diga-se de passagem, com um elenco bem inferior a esse!  

Para finalizar: Por mais que as pendências financeiras que existem para com o elenco, deixe os jogadores irritados, não creio que seja esse o motivo de tanta irritação e nervosismo por parte dos jogadores!
A verdade é que um time, não pode ter tranquilidade para trabalhar dentro de campo, tendo à beira do gramado, um treinador histérico que passa 90 minutos, gritando com todo mundo, pilhando seus jogadores, andando pra lá e pra cá parecendo uma fera enjaulada.
Um treinador que já tomou 10 cartões amarelos, deixando de dirigir o time três vezes por estar suspenso! Isso é um absurdo!
E esse nervosismo, essa intranquilidade, passa para o elenco! Não é à toa que o Santos é o time que mais cartões recebeu no Campeonato inteiro, ultrapassando a marca de mais de 100 cartões entre amarelos e vermelhos!

Outro exemplo: Nas duas últimas partidas, tivemos dois jogadores expulsos depois que a partida já havia terminado, expulsos por ofensas a Arbitragem! Isso demonstra o desequilíbrio emocional do elenco!
Enfim penso que alguma coisa está acontecendo dentro do elenco do Santos, e não sei se essa própria maneira do treinador trabalhar, não tenha estressado demais aos jogadores, e essa relação “Treinador –Elenco”, não esteja desgastada demais!
Seja qual for a profissão que uma pessoa exerça, ninguém suporta por muito tempo, aturar um chefe histérico, gritando na sua orelha o tempo todo!    

FICHA TÉCNICA
Athletico-PR 1 x 0 Santos
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 4 de dezembro de 2019 (quarta-feira)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Leirson Peng Martins e Michael Stanislau (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Público: 31.988 Renda: Não fornecida
Cartões amarelos: ATHLETICO-PR: Léo Pereira e Márcio Azevedo. SANTOS: Luan Peres, Diego Pituca, Gustavo Henrique, Marinho e Jorge Sampaoli
Cartão vermelho: SANTOS: Luan Peres e Felipe Jonatan
GOLS: Athletico-PR: Marco Ruben, aos 2 minutos do 2T;
ATHLETICO-PR: Santos; Jonathan (Madson), Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Camacho, Wellington e Lucho González (Adriano); Marcelo Cirino (Bruno Guimarães), Rony e Marco Ruben
Técnico: Eduardo Barros
SANTOS: Everson, Pará, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Luan Peres; Alison (Felipe Jonatan), Evandro (Eduardo Sasha) e Diego Pituca; Marinho, Soteldo e Jean Mota (Carlos Sánchez)
Técnico: Jorge Sampaoli

(Crédito: Imagem: Ivan Storti/Santos FC)

Acompanhe a coletiva do técnico do Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.